Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Cine Dicas: Ensaio sobre a Segueira e 24 horas: Redenção chegam as locadoras

Iniciando este mês de Janeiro com boas pedidas nas locadoras, pelo menos duas eu destaco muito bem, vamos a elas:

Ensaio sobre a Sequeira

Direção: Fernando Meirelles


Elenco
Mark Ruffalo (Médico)
Julianne Moore (Esposa do médico)
Yusuke Iseya (Primeiro homem cego)
Yoshino Kimura (Esposa do primeiro homem cego)
Alice Braga (Garota com óculos escuros)
Don McKellar (Ladrão)
Maury Chaykin (Contador)
Danny Glover (Homem com venda preta no olho / Narrador)
Gael García Bernal (Rei de Ward 3)
Susan Coyne (Recepcionista)
Sandra Oh (Ministra da Saúde)
Billy Otis (Criminoso)
Joe Pingue (Motorista de táxi)
Douglas Silva (Pedestre)
César Brasil de Luna (Pedestre)
Alexandre Tigano (Pedestre)


Uma inédita e inexplicável epidemia de cegueira atinge uma cidade. Chamada de "cegueira branca", já que as pessoas atingidas apenas passam a ver uma superfície leitosa, a doença surge inicialmente em um homem no trânsito e, pouco a pouco, se espalha pelo país. À medida que os afetados são colocados em quarentena e os serviços oferecidos pelo Estado começam a falhar as pessoas passam a lutar por suas necessidades básicas, expondo seus instintos primários. Nesta situação a única pessoa que ainda consegue enxergar é a mulher de um médico (Julianne Moore), que juntamente com um grupo de internos tenta encontrar a humanidade perdida.

Baseado na otima obra do autor José Saramago

O filme foi que deu a abertura no Festival de Cannes em 2008 e dividiu a opinião tanto publica como critica, alguns consideraram a abertura deste ano do festival deprimente com esse filme. Uma coisa eu digo, que se dane quem achou deprimente.
Fernando Meirelhes da novamente uma verdadeira aula de direção de um filme, com os mesmos ingredientes que ele usou quando criou Cidade de Deus e o Jardineiro Fiel, Meirelhes fez algo que achavam impossível, filmar uma historia que muitos consideravam infilmavel. O propio autor considerava impossível a ida da sua obra as telas e tinha o maior medo dos produtores americanos estragarem a sua obra. Para sua sorte Meirelhes era um grande fã do livro já a muito tempo e já queria ter filmado a dez anos atraz. O resultado por incrível que pareça chega ser até meio leve se comparado ao livro mas é preciso ter nervos de aço em certos momentos, principalmente no estrupo coletivo que as personagens femininas sofreram nas mãos de homens cegos liderados por um inconsequente Gael García Bernal (excelente no papel).
Destaco como sempre a sempre competente Julianne Moore que desde As Horas não tinha me comovido tanto em um papel, sendo a única personagem que enxerga ela faz de tudo o que for possível para ajudar, não só o seu marido como também os outros enfermos, destaco outras otimas perfomasses de Danny Glover e nossa conterrânea Alice Braga. O filme tem inúmeras passagens memoráveis bem filmadas como as ruas de São Paulo em calamidade devido a epidemia (nota: Em nenhum momento da historia é citado aonde acontece os acontecimentos)

Com esse filme Fernando Meirelles prova de uma vez por todas que é um dos nossos melhores diretores brasileiros atualmente, por ter sua visão unica e autoral que é uma coisa cada vez mais rara hoje em dia, e que venha mais dos seus filmes, tanto os daqui como que irá fazer lá fora.


24 Horas: Redenção

Direção: Jon Cassar
Elenco: Kiefer Sutherland, Cherry Jones, Bob Gunton, Colm Feore, Powers Boothe, Robert Carlyle, Peter MacNicol, Gil Bellows, Eric Lively, Jon Voight.

Lançado exclusivamente para locação antes mesmo de ser exibido pela TV por assinatura, este primeiro longa-metragem da cultuada série 24 Horas mostra mais uma aventura de Jack Bauer (Kiefer Sutherland). Agora, ele corre o risco de perder a única coisa que lhe resta: sua liberdade. Procurado pelo governo dos EUA e em fuga pela África, Bauer é chamado para impedir um ditador cruel de recrutar crianças inocentes para sua milícia assassina.

Esse filme existe por um único motivo: Não houve neste ano que passou a 7ª temporada. No final do ano retraçado houve uma greve dos roteiristas que afetou tanto as séries de TV como os filmes do cinema e inúmeras produções acabaram canceladas ou reduzidos os numeros de episodios, como aconteceu com a 4ªtemporada de Lost. Terminada a greve dos roteiristas a sétima temporada acabou sendo transferida para começar agora neste inicio de ano, ou seja, quem acompanha a série pela Rede Globo todo o inicio de ano pela emissora sentira uma imensa falta, contudo a emissora norte americana teve tempo pelo menos de fazer esse pequeno telefime que se passa entre a 6ª e a 7ª temporada e é mais recomendável para aqueles que acompanharam as ultimas temporadas da saga.

24 Horas: Redenção é uma otima pedida em DVD, principalmente para quem somente acompanha a série pela Rede Globo e que neste inicio de ano se sentira meio órfãs pela falta do agente Jack Bauer.

Nenhum comentário: