Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 23 de maio de 2017

Cine Dica: Mostra Jerry Lewis

Nas duas últimas semanas de maio a Sala Redenção – Cinema Universitária faz uma homenagem ao ator, comediante, roteirista, produtor e diretor estadunidense Jerry Lewis. O rei da comédia, como ficou conhecido (e que mais tarde seria o título de um de seus filmes), estilo pastelão, fez enorme sucesso tanto no cinema quanto nos palcos. Joseph Joseph Levitch, filho de um ator de Vandeville e de uma pianista, fez sua primeira atuação quando tinha cinco anos. Atuou com Dean Martin nos palcos e em 16 filmes antes de a dupla acabar e Lewis partir para a carreira solo. Foi indicado ao prêmio Nobel da Paz em função de sua militância e doações para a causa da distrofia muscular. Escreveu sua autobiografia, e foi eleito pelo Entreitaimente Weekley como um dos maiores diretores de todos os tempos. Com graves problemas de saúde, ficou 18 anos sem filmar. Em 2013 voltou às telas em Max Rose, que foi exibido no Festival de Cannes no mesmo ano. Dizem que foi Lewis que inventou o video assist system, com o objetivo de ter mais visibilidade como ator e diretor ao mesmo tempo durante a gravação de um filme. De origem judaica, em 1972 realizou, mas não lançou, The Day the Clown Cried. O filme conta a história de um palhaço que leva crianças judias para a câmara de gás até o dia que entra e morre junto com elas. Em 1983 foi chamado por Martin Scorsese para fazer O rei da comédia, ao lado de Robert de Niro. Em 2016, atua em The trust, junto com Nicolas Cage e Elijah Wood.
Dizem que quem lê Monteiro Lobato na infância nunca mais para de ler. No caso do cinema, acreditamos que quem assiste aos filmes de Lewis nunca mais deixa de assistir a filmes, a bons filmes. Essa é a nossa homenagem a Jerry Lewis, nos 30 anos da Sala Redenção.

O quê: Mostra Jerry Lewis
Quando: 22 a 31 Maio
Onde: Sala Redenção – Cinema Universitário (Rua Eng. Luiz Englert, s/n., Campus Central UFRGS
Quanto: Entrada Franca
Coordenação e curadoria da Sala Redenção – Cinema Universitário: Tânia Cardoso de Cardoso
Departamento de Difusão Cultural da UFRGS
Fone (51) 3308-3933

 
O Mocinho Encrenqueiro (The Errand Boy, EUA, 1961, 92 min) Dir. Jerry Lewis
22 de maio – segunda-feira – 16h
O grande estúdio de Hollywood Paramutual Pictures quer saber onde todo seu dinheiro está indo e contratam Morty para ser seu espião. Mesmo sendo gentil e honesto, Morty tem um dom para arranjar confusão, transformando o estúdio em um pandemônio.

Artistas e Modelos (Artists and Models, EUA, 1955, 109 min) Dir. Frank Tashlin
22 de maio – segunda-feira – 19h
23 de maio – terça-feira – 16h
Rick Todd usa o sonho de seu colega de apartamento Eugene como base para uma famosa história em quadrinhos.

Bancando a Ama Seca (Rock-a-Bye Baby, EUA, 1958, 103 min) Dir. Frank Tashlin
23 de maio – terça-feira – 19h
24 de maio – quarta-feira – 16h
Um comum reparador de televisão deve cuidar dos trigêmeos recém-nascidos de sua antiga paixão, agora uma famosa estrela de cinema, para que a carreira dela não sofra.

Errado pra Cachorro (Who's Minding the Store?, EUA, 1963, 90 min) Dir. Frank Tashlin
Norman Phiffier trabalha como atendente em uma grande loja de departamento. Desajeitado e incapaz, ele não consegue fazer nada certo.
25 de maio - quinta-feira – 16h

O Mensageiro Trapalhão (The Bellboy, EUA, 1960, 72 min) Dir. Jerry Lewis 
25 de maio – quinta-feira – 19h
26 de maio - sexta-feira – 16h
Em Miami Beach, o mensageiro mudo Stanley trabalha no luxuoso hotel Fontainebleau. Apesar de ser um empregado útil e amigável, o desajeitado Stanley vive se metendo em confusão por seus erros.

Cinderelo sem Sapato (Cinderfella, EUA, 1960, 91 min) Dir. Frank Tashlin
26 de maio - sexta-feira – 19h

29 de maio - segunda-feira – 16h
Quando seu pai morre, o pobre Fella é deixado à mercê de sua madrasta esnobe e seus dois filhos, Maximilian e Rupert. Enquanto é escravizado por sua desagradável família, Maximilian e Rupert tentam encontrar um tesouro que o pai de Fella supostamente escondeu na propriedade.

O Terror das Mulheres (The Ladies Man, EUA, 1961, 95 min) Dir. Jerry Lewis
29 de maio - segunda-feira – 19h
30 de maio - terça-feira – 16h
Depois de sua namorada trocá-lo por outro homem, Herbert fica bastante depressivo e começa a procurar por um emprego. Ele finalmente encontra-o em uma grande casa cheia de muitas mulheres.

O Professor Aloprado (The Nutty Professor, EUA, 1963, 107 min) Dir. Jerry Lewis
30 de maio - terça-feira – 19h
31 de maio - quarta-feira – 16h
Para melhorar sua vida social, um desajeitado professor toma uma poção que o transforma temporariamente em Buddy Love, belo, mas desagradável homem.

O Otário (The Patsy, EUA, 1964, 101 min) Dir. Jerry Lewis
31 de maio - quarta-feira – 19h
Quando um famoso comediante morre, sua equipe decide treinar um desconhecido para substituí-lo em um grande programa de TV. Porém, o substituto não consegue fazer nada certo.

Tânia Cardoso de Cardoso
Departamento de Difusão Cultural
Coordenadora e curadora da Sala Redenção - Cinema Universitário
tania.cardoso@difusaocultural.ufrgs.br
www.difusaocultural.ufrgs.br
www.salaredencao.com

(51) 3308-3933

Nenhum comentário: