Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Cine Dica: Em Blu-Ray, DVD, Netflix e locação via TV a Cabo: Eis os Delírios do Mundo Conectado



Sinopse:Uma análise detalhada e minuciosa sobre os impactos exercidos pela internet na sociedade contemporânea - que passa grande parte do seu tempo conectada no mundo virtual por causa das necessidades e demandas da vida moderna - bem como uma exploração aprofundada, filosófica e provocativa sobre os limites e as fronteiras da internet.

Quando se fala de Werner Herzog vem à mente um homem que desafia a natureza e seus próprios limites. No decorrer das décadas, o cineasta não só criou tramas fictícias, ou cinebiografias, como também investiu em inúmeros documentários e que cada um deles desvendou um pouco do mundo do qual nós vivemos. Em seu mais novo documentário, Eis os Delírios do Mundo Conectado fala novamente do mundo, mas não de alguma parte vinda da terra, mas sim do universo da internet criado pelo próprio homem e se tornando então parte do dia a dia.
A obra explora o início da criação da ferramenta que, embora com uma apresentação rápida, acabamos tendo uma idéia de quão evoluiu a internet ao longo dessas décadas. Se nos anos sessenta era algo bem fictício vermos personagens como em Star Trek segurando um aparelho para se comunicar, hoje é comuns celulares possuírem todos os meios de comunicação num único aparelho, como uma espécie de chave de fenda suíça, mas pensante e cheia de possibilidades. Contudo, ao mesmo tempo em que Herzog explora as inúmeras possibilidades boas desse universo virtual, por outro lado, tudo que é demais tem as suas consequências.
O cineasta acaba visitando famílias que tiveram as suas vidas prejudicadas devido à internet, desde á fotos comprometedoras, como também histórias das quais não possuem fundamento nenhum e que foram postadas na rede. Há também a questão do vício, principalmente com relação aqueles que frequentam em demasia várias horas jogando vídeo game na frente do aparelho e causando sérios males para a saúde. A situação, em algumas ocasiões, é tão agravante, que existem comunidades para pessoas se recuperarem do vicio, ou até mesmo cidades que abrigam pessoas, cuja sua saúde se torna delicada devido a sinais de celulares para se terem uma idéia.
Diante disso, Herzog colhe depoimentos de especialistas no assunto, principalmente com relação ao futuro da humanidade dependendo cada vez mais da internet. Alguns preveem um futuro do qual até mesmo as maquinas farão o trabalho que antes somente humanos fariam, sendo algo que até mesmo já está acontecendo. Será que chegará um tempo em que essas previsões pessimistas irão se tornar algo banal ou algo para ser pesquisado pelas gerações futuras cada vez mais conectadas a essa tecnologia? 
Essas e outras questões ficam no ar dentro do documentário, mas não desmerecendo o esforço de Herzog em jogar uma luz num assunto do qual, querendo ou não, estamos todos envolvidos todos os dias. O que acontecerá no futuro só Deus sabe ou até mesmo nas mãos de uma inteligência artificial aguardando para dar o seu último passo para uma nova evolução. O futuro é bem incógnito.   


  
Me sigam no Facebook, twitter, Google+ e instagram

Nenhum comentário: