Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Cine Dica: Documentário paraibano ganha sessão na Sala P. F. Gastal



EXIBIÇÃO E DEBATE DO FILME INVÓLUCRO DE CAROLINE OLIVEIRA


Na quarta-feira, 16 de novembro, às 20h30, acontece na Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro (3º andar) uma sessão especial e gratuita do documentário Invólucro, realizado pela paraibana Caroline Oliveira. Após a exibição, acontece um debate com a diretora.



Sinopse – Carol passou a ter uma relação dialética com a sua barriga e o seu corpo após a primeira gravidez. Dudha quer renascer a cada a dia... pensa que não vai envelhecer! Astrid não suporta fazer escova progressiva-
Cine Dica: Documentário paraibano ganha sessão na Sala P. F. Gastal
agressivaregressiva. E Izabella gosta de homens moderníssimos!


O filme tem como mote a primeira gravidez da diretora e as mudanças corporais e sociais desencadeadas a partir dela. Carol se insere como personagem, fazendo um recorte das suas inquietações pessoais (intensificadas após o nascimento do seu primeiro filho) que encontram ressonância mais ampla em reflexões comuns ao gênero feminino. Mas, não se trata de um filme em primeira pessoa, autocentrado ou biográfico. Após se apresentar à câmera, ela vai em busca de outras personagens que, aparentemente, nada têm comum com ela mesma: duas mulheres já maduras que decidiram não ter filhos (uma médica e outra produtora cultural) e uma transexual. Ela acompanha essas personagens que não foram mães e que, também por isso, são inspiradoras e singulares nas suas formas de se relacionar com os seus corpos, os padrões sociais e a vida.

 Invólucro reverbera a construção do “ser mulher”, completamente implicada aos ideais de um corpo feminino belo, às suas transformações e a angústia que essa idealização pode produzir, assim como no apaziguamento que, em boa parte, pode ser reconhecido no outro. Questões como o corpo feminino, a condição da mulher contemporânea, beleza, preconceitos, maternidade, envelhecimento e espiritualidade são refletidas durante o filme, numa convivência íntima e afetiva com o dia a dia das personagens.



Invólucro foi agraciado pelo Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura – FUNCULTURA 2011/2012, e a sua difusão é promovida pela Roda! Filmes.



Sobre a Diretora – Nascida em 1980, Caroline Oliveira é paraibana e há quatro anos voltou a residir em sua cidade natal, João Pessoa. É sócia-proprietária da Roda! Filmes, jornalista e mestranda em Artes Visuais pela UFPE/UFPB, onde pesquisa documentário e performance. Invólucro é o seu primeiro trabalho enquanto diretora-realizadora, mas como figurinista tem uma carreira de oitos filmes entre curtas, médias e longas-metragens, como os premiados longas Eles Voltam, de Marcelo Lordello, e Batguano, de Tavinho Teixeira. Também possui uma trajetória anterior de estilista e produtora cultural (com foco em audiovisual e artes visuais).






Ficha técnica País: Brasil Ano: 2015 Categoria: Documentário Formato original: Digital Duração: 63 minutos Produção: Roda! Filmes Co-produção: Trincheira Filmes Mesmo Assim a Gente Faz Produções Cinematográficas Direção, produção e roteiro: Caroline Oliveira Direção de Fotografia: Marcelo Lordello Produção Executiva: Dora Amorim Montagem: Tina Saphira e Amandine Goisbault Edição e Mixagem de Som: Nicolau Domingues Trilha Sonora Original: Claudio N





Serviço

Lançamento do filme Invólucro em Porto Alegre

Local: Sala de Cinema P. F. Gastal - Usina do Gasômetro (Av. Pres. João Goulart, 551 - 3º andar)

Data: 16 de novembro às 20h30

Ingresso: Gratuito

Classificação: 14 anos

Contatos E-mail: rodafilme@gmail.com

Facebook: /rodafilme

Produção de Difusão Nina Flor

(83) 99999-2866 ninaflorhl@gmail.com





GRADE DE HORÁRIOS

15 a 24 de novembro de 2016



10 de novembro (quinta-feira)



17h – Precisamos Falar do Assédio

19h – Tio Bernard – Uma Antilição de Economia



11 de novembro (sexta-feira)



17h – Tio Bernard – Uma Antilição de Economia

19h – Precisamos Falar do Assédio

20h30 - Projeto Raros (Comunhão, de Alfred Soles)



12 de novembro (sábado)



10h30 - Projeto Academia das Musas (Assim Amam as Mulheres, de Dorothy Arzner)

17h – Precisamos Falar do Assédio

19h – Tio Bernard – Uma Antilição de Economia



13 de novembro (domingo)



17h – Tio Bernard – Uma Antilição de Economia

19h – Precisamos Falar do Assédio

 

15 de novembro (terça)

17h – Precisamos Falar do Assédio

19h – Tio Bernard – Uma Antilição de Economia



16 de novembro (quarta)

17h – Tio Bernard – Uma Antilição de Economia

19h – Precisamos Falar do Assédio

20h30 – Sessão Especial de Invólucro



17 de novembro (quinta)

17h – Precisamos Falar do Assédio

19h – Tio Bernard – Uma Antilição de Economia



18 de novembro (sexta)

17h – Tio Bernard – Uma Antilição de Economia

19h – Precisamos Falar do Assédio

20h30 – Sessão Plataforma (Talvez Deserto, Talvez Universo, de Karen Akerman e Miguel Seabra Lopes + debate com Karen Akerman)



19 de novembro (sábado)

17h – Precisamos Falar do Assédio

19h – Tio Bernard – Uma Antilição de Economia

20h30 – Sessão Plataforma (O Auge do Humano)



20 de novembro (domingo)

17h – Tio Bernard – Uma Antilição de Economia

19h – Precisamos Falar do Assédio



22 de novembro (terça)

17h – Precisamos Falar do Assédio

18h30 – Tio Bernard – Uma Antilição de Economia

20h – Reprise Sessão Plataforma (Talvez Deserto, Talvez Universo, de Karen Akerman e Miguel Seabra Lopes)



23 de novembro (quarta)

17h – Tio Bernard – Uma Antilição de Economia

18h30 – Precisamos Falar do Assédio

20h – Reprise Sessão Plataforma (O Auge do Humano)



24 de novembro (quinta)

17h – Precisamos Falar do Assédio

19h – Tio Bernard – Uma Antilição de Economia

https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif

  

Sala P. F. Gastal
Coordenação de Cinema, Vídeo e Fotografia
Av. Pres. João Goulart, 551 - 3º andar - Usina do Gasômetro
Fone 3289 8133
www.salapfgastal.blogspot.com

Nenhum comentário: