Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Cine Dicas: Em Blu-Ray, DVD, Netflix e locação via TV a Cabo:


Capitão América: Guerra Civil

Leia  minha crítica já publicada clicando aqui. 
 
Ave, César!

 Leia  minha crítica já publicada clicando aqui. 

A SÉRIE DIVERGENTE – CONVERGENTE



Leia  minha crítica já publicada clicando aqui. 
 
 Jogo do Dinheiro



Leia  minha crítica já publicada clicando aqui.

  A Vingança está na Moda
Sinopse:Tilly Dunnage (Kate Winslet) fugiu da cidade rural em que vivia na Austrália depois de ser acusada de assassinato. Ela parte para a Europa e lá conquista fama e reconhecimento por seu trabalho como costureira. Decidida a acertar as contas com seu passado, Tilly retorna para casa, transformando a vida das mulheres do lugar e ainda chamando atenção de um jovem (Liam Hemsworth).


Fazia algum tempo que não via um bom filme estrelado por Kate Winslet, mas aqui, ela esbanja talento e beleza que compensa esse período de ausência. Embora se passe no interior da Austrália, a trama poderia ter se passado facilmente em qualquer parte do globo, pois é uma história que explora um lado hipócrita e conservador de um grupo de pessoas dessa cidade. Sendo assim, não é muito diferente do que se viria em qualquer cidade que se preze.
O filme tem altas doses de humor negro, mas ao mesmo tempo oscilando entre o drama e momentos imprevisíveis, dos quais testam os limites dos personagens. Recomendo para aqueles que procuram algo de original e ao mesmo tempo curta um figurino exótico.  


Estive em Lisboa e me lembrei de você
Sinopse:Cataguases, Minas Gerais, 2005. Sérgio (Paulo Azevedo) toma a decisão de emigrar para Lisboa, Portugal após o fim do casamento e dificuldades financeiras. Ele espera que na nova cidade ele consiga um bom trabalho, mas bate de frente com a dura realidade da migração.


 Em tempos de crise no Brasil, a pessoa precisa assistir a esse filme, principalmente quando pensa em procurar novas oportunidades no exterior, quando na verdade está muito longe de solucionar os seus problemas. Sérgio (Paulo Azevedo) é uma representação do cidadão comum, cheio de sonhos, mas que não enxerga o fato que a facilidade estar bem a sua frente, já que o desejo de ser alguém na vida por vezes o cega.  

Um filme belo, mas melancólico, que não poupa o cinéfilo que deseja um destino melhor para o protagonista. 



Marguerite


Sinopse:Paris, anos 1920. Marguerite Dumont (Catherine Frot) é uma mulher abastada que acredita ser uma ótima cantora de ópera. Ela realiza concertos em sua mansão e a família e os amigos não têm coragem de dizer a dura verdade de que ela é péssima nesse quesito. A crença de Marguerite em sua voz é tanta, que planeja um show, para desespero de todos.
Baseado em fatos verídicos, o filme é uma espécie de tragicomédia, já que não tem como deixar de rir da inocência da personagem em acreditar que é uma grande cantora. Interpretada de forma eficaz pela atriz Catherine Frot (Os Sabores do Palácio), o filme não só é uma bela homenagem a essa trágica personagem histórica, como também para aqueles que prezam por uma boa música.    

O que fazemos nas sombras
Sinopse:Viago, Deacon e Vladislav são três vampiros que estão apenas tentando sobreviver e se adaptar ao mundo moderno. Com centenas de anos de idade, os vampiros estão descobrindo que têm de se preocupar com muito mais que exposições ao sol, estacas de madeira e atingir a artéria principal de suas vítimas. Nos tempos atuais, eles têm de lidar com questões mundanas como o pagamento do aluguel, conseguir entrar em boates e superar conflitos entre os moradores da casa.


Exibido por aqui no Fantaspoa de 2015, essa divertida produção da Nova Zelândia, não só tira sarro, como também presta uma homenagem deliciosa ao gênero de horror como um todo. Pegando carona dos filmes de sucesso dentro do subgênero foud footage (ou filmagens amadoras, logo autenticas), o filme surpreende com os seus pequenos, porém eficazes efeitos especiais que moldam o filme como um todo. Graças a esse filme, a dupla de cineastas  Taika Waititi e Jemaine Clement logo foram contratados pelos estúdios Marvel para dirigir a terceira aventura de Thor.  


Me sigam no Facebook, twitter e Google+

Nenhum comentário: