Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Cine Especial: Boca do Lixo: Nos tempos da Pornochanchada: EXTRA



Final de semana rico para mim, já que participei do curso Boca do Lixo: Nos tempos da Pornochanchada. Durante dois dias, o jornalista Cassiano Scherner foi a fundo para nos explicar e nos apresentar um pouco desse universo cinematográfico brasileiro, que se iniciou no final dos anos 60 e se estendeu até início dos anos 80. É surpreendente que, mesmo com não muitos recursos da época, os produtores e cineastas, com amor no que faziam, fizeram desse gênero algo lucrativo e que começou a ser produzido numa velocidade fantástica.
Só para se ter uma idéia, 30% do cinema nacional nascia da Boca do Lixo. Nada mal para um local que nem se quer era um estúdio, mas sim duas ruas se cruzando na cidade de São Paulo (Rua Triunfo e Vitória) e onde os criadores se reunião para escrever e se preparar para filmar inúmeros rolos de filmes para serem exibidos nas salas de cinema. Após o encerramento dessas maquina de fazer dinheiro (devido à chegada do sexo explicito nas locadoras), parecia que esses filmes cairiam no esquecimento, mas foi graças ao Canal Brasil (muito citado na atividade aliás), que fez com que essas obras ganhassem o status de Cult que possui até hoje.
Com encerramento do curso, deixo aqui um extra sobre mais um filme que acabei assistindo ainda ontem após a atividade.



A Dama da Zona (1979)

Sinopse: Prostituta independente e de forte personalidade, Esmeralda mora num cortiço em São Paulo cercada de personagens marcados pela miséria e desesperança. A proprietária do cortiço, indiferente ao destino de seus inquilinos, quer transformar a casa num prostíbulo.
A meu ver, um filme que nitidamente se preocupou em explorar o melhor do que se poderia encontrar nesses filmes do período da boca. A produção (Kynema Filmes) é do ator e diretor Cláudio Cunha (que é também autor do argumento), e no elenco há a presença de atrizes como Marlene Silva (a Dama do título) e Marlene França, conhecidas do público não só de cinema como da televisão. Nota-se ainda um maior cuidado técnico na fotografia e no trabalho de câmera (ambos de Carlos Reichenbach) e na cenografia.
Um filme que usa e abusa da comédia e da beleza das atrizes, mas acima de tudo, uma obra que sintetizou a fase áurea desse período e ao mesmo tempo dando indícios de que algo estaria mudando futuramente dentro do gênero a partir do início da década de 80.       



Leia também: Boca do Lixo: Nos tempos da Pornochanchada parte 1, 2, 3, 4 e 5.  
 
Me sigam no Facebook, twitter e Google+

2 comentários:

Cassiano Scherner disse...

Grato pelo comentário, prezado Marcelo!! Abração

Marcelo Castro Moraes disse...

De nada Cassiano. Espero que um dia volte a ministrar mais um curso para nós. Abraços