Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Cine Dica: "Mãe Só Há Uma", de Anna Muylaert, estreia no CineBancários

O CineBancários estreia o novo longa-metragem da aclamada diretora brasileira Anna Muylaert, o drama “Mãe Só Há Uma”, no dia 21 de julho. O filme foi exibido na Mostra Panorama da 67ª edição do Festival de Cinema de Berlim e ganhou o prêmio Teddy Bear Awards, premiação oficial do público LGBT no Festival de Berlim, por Melhor Filme Queer.
“Mãe Só Há Uma” será exibido nas sessões das 15h e 19h, dividindo a sala de cinema com o documentário “Geraldinos”, de Pedro Asbeg e Renato Martins. Os ingressos podem ser adquiridos no local a R$10,00. Estudantes, idosos, pessoas com deficiência, bancários sindicalizados e jornalistas sindicalizados pagam R$5,00. Aceitamos os cartões Vale Cultura do Banrisul, Banricompras, Visa e Mastercard.



SINOPSE

Após denúncia anônima, o adolescente Pierre é obrigado a fazer um exame de DNA. Ele descobre que foi roubado da maternidade e que a mulher que o criou não é sua mãe biológica. Após a revelação o garoto é obrigado a trocar de família, de nome, de casa, de escola, tudo isso em meio às descobertas da juventude.





MÃE SÓ HÁ UMA

Pierre (Naomi Nero) é um jovem de 17 anos que não liga muito para os padrões de gênero e sexualidade impostos pela sociedade. Costuma a usar unhas pintadas com esmalte, roupas sociais e íntimas femininas e se relaciona tanto com mulheres quanto com homens. Sua família, composta pela mãe (Dani Nefussi) e pela irmã mais nova (Lais Dias), não veem problema nisso, dando liberdade para o menino ser quem ele é e construir sua identidade.

Tudo muda na vida de Pierre quando a polícia descobre que ele foi roubado na maternidade pela mulher que o criou. Sua família biológica, composta pelo pai (Matheus Natchergaele), a mãe (também interpretada por Dani Nefussi) e o irmão mais novo (Daniel Botelho), estava a procura do filho perdido durante 17 anos.

A história muda brustamente mostrando a adaptação de Pierre, cujo nome dado pela família biológica é Felipe, no seu novo lar, onde o poder aquisitivo é maior e com um pensamento mais conservador, vendo seu jeito irreverente e autêntico como um problema.

A trama de “Mãe Só Há Uma” foi livremente inspirada no caso do sequestro do menino Pedrinho, que parou o Brasil no ano de 2002. Selecionado para a seção Panorama do Festival de Berlim, o longa-metragem foi vendido para mais de 15 países e levou o prêmio de Melhor filme Queer do júri da revista alemã Männer, dentro do Teddy Bear Award. Produzido pela África Filmes e Dezenove Som e Imagens, o filme abre o 11º Festival de Cinema Latino-Americano, onde a diretora e roteirista Anna Muylaert é a grande homenageada do evento.



ANNA MUYLAERT

Anna Muylaert nasceu em São Paulo, em 1964. Estudou cinema na ECA / USP e dirigiu vários curtas, entre eles o premiado A origem dos bebês (melhor filme festival de curtas de São Paulo). Assina a direção dos longas-metragens Durval Discos (melhor filme, júri, crítica e público no Festival de Gramado 2002), É Proibido Fumar (melhor filme do júri e da crítica no Festival de Brasília 2009) e Chamada a Cobrar (2013). Escreveu críticas de cinema para o Estadão e para a Revista Isto É.

Anna trabalhou na equipe de criação das séries de TV infantil Mundo da Lua e do icônico Castelo Rá-Tim- Bum, na TV Cultura. Ela também colaborou nos roteiros dos longas O Ano em Que Meus Pais Saíram de Férias e Xingu, ambos de Cao Hamburger, Praia do Futuro, de Karim Aïnouz e nas séries de TV Filhos do Carnaval, Alice e Preamar, para a HBO. Em 2013 dirigiu o Telefilme Além de Tudo me Deixou mudo o violão e a série de TV Canalhas, do GNT.

Em 2015 lançou Que horas ela volta?, filme que ganhou vários prémios internacionais entre eles o prêmio especial do júri no Festival de Sundance e o prêmio do público de melhor filme da seção Panorama do Festival de Berlin 2015. O filme foi vendido para mais de 30 países e no brasil teve cerca de 500 mil espectadores.



FICHA TÉCNICA

MÃE SÓ HÁ UMA

Brasil / 2016 / 82 minutos

ELENCO: Naomi Nero, Dani Nefussi, Matheus Nachtergaele, Daniel Botelho, Luciana Paes, Helena Albergaria, Rene Guerra, Luciano Bortoluzzi e Laís Dias.

ROTEIRO E DIREÇÃO: Anna Muylaert

PRODUÇÃO: Sara Silveira, Maria Ionescu e Anna Muylaert

COLABORAÇÃO DE ROTEIRO: Marcelo Caetano

DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA: Bárbara Alvarez

DIREÇÃO DE ARTE: Thales Junqueira

DIREÇÃO DE PRODUÇÃO: Cristina Alves

MONTAGEM: Hélio Vilela Nunes e Anna Muylaert

TRILHA SONORA ORIGINAL: Maravilha 8/ Bernard Ceppas

COPRODUÇÃO: Canal Brasil

DISTRIBUIÇÃO: Vitrine Filmes



GRADE DE HORÁRIOS

19 de julho (terça-feira)

15h - “Geraldinos” Direção: Pedro Asbeg e Renato Martins

17h - “Teobaldo Morto, Romeu Exilado” Direção: Rodrigo de Oliveira

19h - “Geraldinos” Direção: Pedro Asbeg e Renato Martins



20 de julho (quarta-feira)

15h - “Geraldinos” Direção: Pedro Asbeg e Renato Martins

17h - “Teobaldo Morto, Romeu Exilado” Direção: Rodrigo de Oliveira

19h - “Geraldinos” Direção: Pedro Asbeg e Renato Martins



21 de julho (quinta-feira)

15h - “Mãe Só Há Uma” Direão: Anna Muylaert

17h - “Geraldinos” Direção: Pedro Asbeg e Renato Martins

19h - “Mãe Só Há Uma” Direão: Anna Muylaert



22 de julho (sexta-feira)

15h - “Mãe Só Há Uma” Direão: Anna Muylaert

17h - “Geraldinos” Direção: Pedro Asbeg e Renato Martins

19h - “Mãe Só Há Uma” Direão: Anna Muylaert



23 de julho (sábado)

15h - “Mãe Só Há Uma” Direão: Anna Muylaert

17h - “Geraldinos” Direção: Pedro Asbeg e Renato Martins

19h - “Mãe Só Há Uma” Direão: Anna Muylaert



24 de julho (domingo)

15h - “Mãe Só Há Uma” Direão: Anna Muylaert

17h - “Geraldinos” Direção: Pedro Asbeg e Renato Martins

19h - “Mãe Só Há Uma” Direão: Anna Muylaert



26 de julho (terça-feira)

15h - “Mãe Só Há Uma” Direão: Anna Muylaert

17h - “Geraldinos” Direção: Pedro Asbeg e Renato Martins

19h - “Mãe Só Há Uma” Direão: Anna Muylaert



27 de julho (quarta-feira)

15h - “Mãe Só Há Uma” Direão: Anna Muylaert

17h - “Geraldinos” Direção: Pedro Asbeg e Renato Martins

19h - “Mãe Só Há Uma” Direão: Anna Muylaert

Nenhum comentário: