Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 31 de março de 2015

Cine Dica: Musical pioneiro de King Vidor na Sessão Aurora

Neste sábado, 4 de abril, às 18h, a Sessão Aurora exibe na Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro (3º andar) o musical Aleluia! (1929), de King Vidor, um dos filmes seminais do início do cinema falado. Com entrada franca, a exibição faz parte do ciclo Histórias do Cinema Americano, produzida pelos editores do Zinematógrafo, fanzine de crítica de cinema de Porto Alegre. Depois do filme, acontece um debate. Projeção digital com legendas em português.
Um dos primeiros filmes hollywoodianos com protagonistas negros, Aleluia! marca um momento de pura ousadia de King Vidor, realizador influente do período clássico americano. Após o sucesso absoluto de A Turba (1928), que deu prestígio e encheu os cofres da MGM, Vidor abriu mão do seu salário, fugiu dos estúdios e encontrou nos estados do Tennessee e do Arkansas o cenário para filmar o drama de Zeke, um homem na encruzilhada entre a espiritualidade e a carnalidade.
Ao longo das décadas, o texano Vidor recebeu críticas e elogios pela obra, um marco na delicada transição entre o silencioso e o sonoro, com uma preciosa coleção de canções tradicionais. Houve quem celebrasse a ousadia da pioneira representação da cultura negra norte-americana em um período ainda marcado pela forte segregação racial. Em contrapartida, muitos críticos condenaram certo olhar paternalista de um branco em relação aos personagens e seus dramas.
SINOPSE: Zeke, o filho mais velho de uma família que cultiva algodão, vai até a cidade para vender sua colheita. Por causa de seu interesse por uma mulher muito sedutora, Chick, ele acaba perdendo toda o dinheiro da venda e se envolve em uma tragédia, tornando-se depois um pastor e casando com uma amiga. Porém, seu destino e o de Chick voltam a se cruzar.

SESSÃO AURORA ALELUIA! (Hallelujah!, 1929, 109 minutos)
Direção: King Vidor
Elenco: Daniel L. Haynes, Mae McKinney, William Fountaine, Harry Gray Parson, Fanny Belle.
Exibição digital com legendas em português
  
Sala P. F. Gastal
Coordenação de Cinema, Vídeo e Fotografia
Av. Pres. João Goulart, 551 - 3º andar - Usina do Gasômetro
Fone 3289 8133

Nenhum comentário: