Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Cine Especial: SAM MENDES



São poucos as pessoas que ingressam na carreira de cineasta e logo na estreia se consagra, mas Sam Mendes pertence a essa minoria. Com uma  carreira sólida como diretor de teatro, o talentoso britânico tentou a sorte no estúdio Dreamworks em 1999 que, na época, a recém estava começando pelas mãos do cineasta Steven Spielberg. A estreia como diretor de cinema não poderia ser mais do que bem sucedida e abaixo conferimos a sua trajetória, com poucos títulos, mas que tem muito a dizer cada um deles.   



Beleza Americana
 

Em sua estreia como diretor, Mendes desconstrói por completo a família perfeita norte americana e tirando do armário todos os esqueletos guardados. Kevin Spacey (Oscar de melhor ator) é um personagem que já de cara nos diz que está morto, mas nem por isso irá deixar de nos contar quais foram os eventos que o levaram a morte. O cinéfilo mais atento irá reparar que esse início lembra de cara o clássico Crepúsculo dos Deuses, mas as comparações param por ai, pois a trama não é uma critica sobre Hollywood, mas sim sobre a vida suburbana de uma cidade comum que, por vezes, as pessoas se encontram meio que alienadas em suas vidas normais.
Vencedor de 5 Oscar, incluindo melhor filme, Beleza Americana lidera a lista de ótimos filmes de 1999 que, para alguns, foi um dos melhores anos do cinema das ultimas décadas. 




Estrada para Perdição  

Na época do seu lançamento, o estúdio Fox fazia questão de esconder o fato de o filme ser uma adaptação de uma HQ, pois naquele tempo (2002) as adaptações dessa arte para o cinema anda não era bem vistas. Anos se passaram e os filmes baseados em HQ se tornaram lucrativos para os estúdios e provaram também que o mundo dessa arte não se vivia apenas de heróis. Passou-se o tempo e se percebe como Estrada para Perdição estava à frente do seu tempo, mesmo o cinema já tendo tido inúmeros filmes de gângster, mas Mendes fez a diferença.

Tom Hanks interpreta um dos seus primeiros anti-heróis do cinema, onde interpreta um matador a serviço de um chefão poderoso (Paul Newman), mas que devido a eventos trágicos que atingiram a sua família, os fazem ficar um contra o outro. O filme marca a despedida de Newman do cinema e sua ultima cena da carreira cinematográfica faço questão de posta-la aqui.



Soldado Anônimo

Existem no cinema inúmeros tipos de filmes de guerras, mas Mendes quis fazer algo extremamente inusitado, narrando um dos inúmeros eventos durante a guerra do Golfo. Aqui, o maior inimigo não são os Iraquianos dos quais os soldados americanos deveriam enfrentar, mas sim eles mesmos, enfrentando as suas próprias frustrações, medo e impaciência. Jake Gyllenhaal (Suspeitos) faz questão de ser um soldado assim como seu pai foi, mas mal sabendo que sua guerra interna e a espera pela guerra de fora seria o seu principal inimigo.   

Com altas doses de humor negro e que faz até mesmo referências á clássicos como Nascido Para Matar e Apocalipse Now, Soldado Anônimo é um daqueles filmes que você deseja assisti-lo inúmeras vezes só para se deleitar.



Foi Apenas Um Sonho

Após o sucesso retumbante de Titanic, Leonardo DiCaprio e Kate Winslet retornam novamente como casal, mas diferente do épico de Cameron, Mendes novamente retorna sobre mesmo tema visto em Beleza Americana e coloca a dupla em situações imprevisíveis e melancólicas. O filme se passa na década de 50, onde as mulheres cada vez mais se sentem presas no seu dia a dia familiar, ao ponto de explodirem internamente. Winslet representa essa geração sufocada, desejando um futuro melhor, mas que não consegue encontrar uma saída para tal feito.

Com a participação de uma das primeiras boas interpretações de Michael Shannon (O Homem de Aço), Foi Apenas Um Sonho é um filme para poucos, principalmente devido ao seu final imprevisível.



007 - Operação Skyfall

Mais do que um encerramento da trilogia reboot de 007 no cinema, o filme dirigido por Mendes é a união do novo e do velho da cine série, usando formulas desgastas dos filmes anteriores, mas que incrivelmente se tornam frescas nas mãos do diretor. Em pouco mais de duas horas, assistimos toda a mitologia do espião inglês reunidas num único filme, gerando em nós uma verdadeira nostalgia quando a gente assiste. O filme marca a despedida de Judi Dench da cine série e recomeço para uma nova leva de filmes do protagonista.

Com um vilão imprevisível, interpretado por Javier Bardem (Onde Os Fracos não tem Vez)  007 - Operação Skyfall foi o primeiro filme de grande orçamento dirigido por Sam Mendes, mas nem por isso deixando de lado o seu lado autoral e criando então uma aventura inesquecível.




Me sigam no Facebook, twitter e Google+

Nenhum comentário: