Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Cine Dica: Em Cartaz: As aventuras do avião vermelho

Sinopse: Fernandinho, perdeu a mãe há pouco tempo, tornando-se um garoto solitário, sem amigos e com problemas de relacionamento com o pai e na escola. Sem saber como lidar com a situação, o pai tenta conquistá-lo com presentes. Nada funciona até que ele dá para o filho um livro de sua infância. Encantado com a história, Fernandinho decide que precisa de um avião para salvar o Capitão Tormenta – aviador personagem do livro, que está preso no Kamchatka. A bordo do Avião Vermelho e junto com seus brinquedos favoritos, Ursinho e Chocolate, que ganham a vida com sua imaginação, Fernandinho visita lugares inusitados, como a Lua e o fundo do mar, e percorre diferentes territórios – África, China, Índia, Rússia. Ao longo dessa jornada, ele descobre o prazer da leitura, a importância de ter amigos e o amor do pai.

Quando se pensa em animação brasileira, a primeira coisa que vem na mente do povo em geral, talvez sejam os especiais protagonizados pela turma da Mônica. Contudo, ao longo de nossa história, o nosso cinema provou que, pode sim, criar diversos e bons longas metragens que, podem muito bem se equiparar a outras produções estrangeiras (vide Disney/Pixar). Uma Historia de Amor e Fúria (com vozes de Selton Mello e Camila Pitanga) veio para provar que as animações brasileiras podem ir mais longe do que se imagina e esse As Aventuras do avião vermelho é um exemplo que, mesmo com a velha e boa animação tradicional, se pode conquistar o público infantil com uma história de aventura simples, porém, com boas doses de pura nostalgia. 
Nostalgia é a palavra certa para esse simpático longa, pois a história de Fernandinho (voz de Pedro Yan), que vive num mundo de aventuras imaginárias para salvar um protagonista de um livro que o seu pai lhe deu, nada mais é do que um pequeno retrato da infância de cada um de nós. Quem nunca se imaginou participando de inúmeras aventuras com o seu personagem preferido de infância, ou sendo o seu próprio herói? O filme sintetiza isso como um todo e gradualmente nos conquista.
Dentro do seu quarto, Fernandinho adentra num universo particular, onde usa os cenários do seu livro para viajar e ter diversas aventuras que, por vezes, presta homenagem as matinês antigas de aventura inocente e bem ao estilo Flash Gordon. Nesta empreitada, Fernandinho tem a companhia de dois simpáticos coadjuvantes, que nada mais são do que seus brinquedos preferidos: Ursinho (Wandi Doratiotto) e Chocolate (Lázaro Ramos). Além deles, o avião vermelho que, eles usam para viajar pelo globo,  também tem personalidade e possui a voz de Milton Gonçalves.
Não há como negar que dentre as vozes que dão vida aos personagens, quem se sobressai é realmente Lazaro Ramos, sendo que a última vez que ele havia dublado um desenho foi no já clássico O Homem que Copiava, em que seu personagem se tornava um. Aliás, o seu personagem é protagonista das piadas que mais possuem momentos subliminares, dos quais somente os adultos que forem acompanhar os seus filhos irão entender. Interessante que esse longa (baseado na obra de Érico Veríssimo de 1936) se mantem fiel da forma em que ela foi escrita na época e preservando assim algumas passagens que, talvez alguns considerem politicamente incorretas para os dias de hoje, mas isso demonstra total fé que os produtores tiveram com o seu pequeno projeto.
Com uma das músicas cantada pela minha amiga, cantora e dubladora Luíza Caspary, As aventuras do avião vermelho é um filme simpático, divertido e que conquista facilmente aquele adulto que mantem em sua mente as suas aventuras imaginárias e coloridas do seu tempo.

Me sigam no Facebook, twitter e Google+

Nenhum comentário: