Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 8 de julho de 2014

Cine Dica: JOGO DAS DECAPITAÇÕES tem lançamento dia 10 no CineBancários

JOGO DAS DECAPITAÇÕES de Sergio Bianchi tem lançamento dia 10 no CineBancários

10 de julho (quinta) às 19h | sessão especial de lançamento com a presença da atriz Clarisse Abujamra

ENTRADA FRANCA
No elenco estão Clarisse Abujamra, Maria Manoella, Silvio Guindane, Paulo César Pereio e Sérgio Mamberti

CineBancários e a Pandora Filmes promovem o lançamento do novo longa de Sérgio Bianchi“Jogo das Decapitações”. O filme aborda temas atuais da realidade brasileira como violência, repressão policial, ódio entre classes e corrupção, a partir do descontentamento pessoal do diretor - conhecido pelos polêmicos “Cronicamente Inviável” (2000), “Quanto Vale ou é por Quilo?” (2005) e “Inquilinos” (2009) - com os rumos tomados pela geração da qual faz parte.

Fernando Alves Pinto (“São Silvestre”, 2013, e “2 Coelhos”, 2011) é Leandro, estudante de mestrado que está prestes a perder o prazo de entrega de sua tese sobre grupos militantes que tentaram combater a ditadura brasileira. Ele é filho de Marilia, interpretada por Clarisse Abujamra, uma ex-guerrilheira que hoje preside uma ONG para vítimas do regime militar e busca indenização do governo pela tortura que sofreu. É ela quem liga para os amigos, anistiados que agora estão no poder, para pedir emprego ao filho.

Rafael (Silvio Guindane) é aparentemente o único amigo de Leandro. Contestador, o jovem universitário traz a tona todos os podres da sociedade brasileira, criticando governo e oposição. Vera (Maria Manoella) é sua colega de trabalho – mais um bico arranjado pela mãe – e só quer saber de ganhar dinheiro e cuidar de sua vida, não ligando a mínima para política.

“Jogo das Decapitações”, que foi exibido nas últimas edições do Festival do Rio e da Mostra Internacional de São Paulo, remexe em feridas de um passado recente e nos exibe um presente corrompido, com situações que toleramos ou que fingimos não ver. O filme lança indagações incômodas em meio a diálogos críticos. 


SOBRE SÉRGIO BIANCHI
Diretor e roteirista, nasceu em 1945 em Ponta Grossa (PR), neto e filho de fotógrafos. Mudou-se em 1968 para São Paulo, onde se formou em cinema pela ECA/USP. Em 1979, realizou seu primeiro longa-metragem comercial, “Maldita Coincidência”, um filme “underground” passado num casarão em São Paulo. Três anos depois, lançou “Mato Eles?”, sobre índios expulsos de sua reserva no Paraná, que ganhou diversos prêmios, como ‘Melhor direção’ no Festival de Gramado e ‘Melhor filme’ no Festival de Brasília. Seu filme mais conhecido “Cronicamente Inviável”, de 2000, aborda o caos social em diversas classes sociais do Brasil e foi eleito o ‘Melhor filme do ano’ da APCA - Associação Paulista de Críticos de Arte. Os longas mais recentes do diretor são “Quanto Vale ou É Por Quilo?”, de 2005, que retrata a situação do negro no Brasil e foi o ‘Melhor filme do júri popular’ do Festival de Cinema de Paraty, e “Os Inquilinos”, de 2009, uma radiografia profunda da classe baixa paulistana, recebedor do prêmio de ‘Melhor roteiro’ do Festival do Rio.

FICHA TÉCNICA DE “JOGO DAS DECAPITAÇÕES”
Direção: Sérgio Bianchi
Roteiro: Francis Vogner, Eduardo Benaim, Sérgio Bianchi
Produção: Antônio Ferreira, Tathiani Sacilotto, Josi Geller
Direção de Fotografia: Rodolfo Sanchez, ABC
Montagem: André Finotti
Música: Manuel Pessoa
Produção Musical: Celso Sim
Direção de Arte: Ana Rita Bueno
Figurino: André Simonetti
Edição de Som: Miriam Biderman, ABC e Ricardo Reis
Som Direto: Geraldo Ribeiro
Duração: 96 minutos
Ano: 2013
Elenco: Fernando Alves Pinto, Clarisse Abujamra, Silvio Guindade, Maria Manoella, Maria Alice Vergueiro, António Petrin, Sérgio Mamberti, Elias Andreato, Paulo César Pereio, Renato Borghi, Ana Carbatti, Claudia Mello
Classificação Indicativa: 16 anos
Distribuidora: Pandora Filmes

Obras dos artistas plásticos
Helena Carvalhosa, Antonio Henrique Amaral, Claudio Tozzi, Cris Bierrenbach, Gontran Guanaes, Hélio Oiticica, Ivald Granato e Marcello Nietzsche

Filme Maldita Coincidência como Jogo das Decapitações
Diretor: Sérgio Bianchi
Diretor de Fotografia: Pedro Farkas

Músicas
Balada 1, Chopin; intérprete Krystian Zimerman
Brasil Pandeiro, de Novos Baianos; autor: Assis Valente
Dindi, de Sylvia Telles; autores: Tom Jobim e Aloysio de Oliveira
Blue Rondo a la Turk, de The Dave Brubeck Quartet; autor: Dave Brubeck
Todo Cambia, de Mercedes Sosa; autor: Julio Numhauser
La Carta; autor: Violeta Parra
Canção do Subdesenvolvido; autores: Carlos Lyra e Chico de Assis
Por Deus Por Favor; autor: Emicida
Red-Yellow-Blue: autores: Marco Carola e Bernd Maus
Converge: autor: Plastikman
I Fink U Freeky: autor: Die Antwoord
Baby’s on Fire: autor: Die Antwoord
Daphnis et Chloé, suíte n.2: autor: Maurice Ravel; regência: Seiji Ozawa
Let’s Play That, de Jards Macalé, participação especial de Naná Vasconcelos; autores: Jards Macalé e Torquato Neto
E Agora: autor: Emicida
Pump: autor: Ellen Allien
CineBancários
(51) 34331204 / 34331205
Rua General Câmara, 424, Centro - POA
blog: cinebancarios.blogspot.com
site: cinebancarios.sindbancarios.org.br
facebook.com/cinebancarios
Twitter: @cine_bancarios



 Me sigam no Facebook, twitter e Google+

Nenhum comentário: