Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 10 de março de 2014

Cine Dica: Mostra traz o universo do circo para a Sala P.F. Gastal

MOSTRA RESPEITÁVEL PÚBLICO! TRAZ ALEGRIAS E HORRORES NO UNIVERSO DO CIRCO

Entre os dias 11 e 23 de março, a Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro (3º andar) apresenta a mostra Respeitável Público! – trazendo uma seleção de filmes que versam sobre as alegrias e os horrores no universo do circo. A mostra celebra a 1ª edição do Festival de Circo de Porto Alegre, produzida pelo SATED/RS, Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do RS, em conjunto com a Secretaria Municipal da Cultura de Porto Alegre.
O circo sempre foi um tema presente no cinema, em obras que revelam tanto o lado festivo quanto o sombrio da vida nos picadeiros. A diversidade já aparece na década de 1920, quando encontramos a célebre história de amor pintada por Charlie Chaplin em O Circo, mas também a incursão nebulosa de Tod Browning em O Monstro do Circo, que narra a paixão proibida de um atirador de facas sem braços e uma jovem trapezista.     
Outros filmes do período clássico de Hollywood estão presentes na mostra como O Maior Espetáculo da Terra, penúltimo longa-metragem de Cecil B. DeMille, e O Mundo do Circo, faroeste de Henry Hathaway interpretado por John Wayne. A trupe comandada por Groucho Marx também deu sua contribuição anárquica ao tema em Os Irmãos Marx no Circo. Do outro lado do Atlântico, Marc Allégret realizou nos anos 1930 o clássico Zouzou, sobre uma jovem estrela do circo, criando um dos filmes mais importantes dos primeiros anos do cinema falado na França.
Ao longo dos anos, as narrativas circenses ganharam outros olhares, como a provocação política Viva Maria!, de Louis Malle, com Claudia Cardinale e Brigitte Bardot fazendo uma dupla de strippers guerrilheiras, o elogio da trupe andarilha de Bronco Billy, um dos melhores filmes de Clint Eastwood, ou no pesadelo filmado por Woody Allen, homenageando o expressionismo em Neblina e Sombras.
A mostra ainda exibe dois filmes singulares que visitam o universo circense: O Homem Elefante, de David Lynch, drama sobre um homem tratado como uma aberração por conta das deformidades de seu corpo e Santa Sangre, marco da filmografia do chileno Alejandro Jodorowsky que aborda através de exageros surrealistas a relação atípica entre mãe e filho que trabalham num grande circo.  
A mostra Respeitável Público! tem o apoio da distribuidora MPLC e da locadora E o Vídeo Levou.

GRADE DE PROGRAMAÇÃO

11 a 23 de março de 2014

O Monstro do Circo (The Unknown), de Tod Browning (Estados Unidos, 1928, 63 minutos)

Alonzo é um atirador de facas de grande sucesso num circo, apresentando-se como o "Homem Sem Braços" e usando os pés no seus números. Apaixona-se por Nanon, sua assistente, que não suporta ser tocada por mãos de homens. Por amor e, também, para esconder um grande segredo, Alonzo arma um plano de graves conseqüências. Exibição em DVD. 

O Circo (The Circus), de Charlie Chaplin (Estados Unidos, 1928, 71 minutos)

Carlitos é confundido com um ladrão e vai se refugiar num circo, onde se transforma na atração principal e revolta-se contra o tirânico proprietário do circo. Exibição em DVD.

Os Irmãos Marx no Circo (Marx Brothers – On Circus), Edward Buzzell (Estados Unidos, 1939, 87 minutos)

Dono de um circo pode ser obrigado a abandonar o negócio por causa de uma enorme dívida com seu sócio. Quando o dinheiro para pagar a dívida é roubado, apenas alguns funcionários completamente malucos podem ajudá-lo. Exibição em DVD.

Zouzou (Zouzou), de Marc Allégret (França, 1934, 90 minutos)

Uma estrela abandona o espetáculo e deixa o produtor desorientado, quando desaparece com o homem que crê ser seu verdadeiro amor. Logo, uma jovem talentosa (Baker) a substitui e salva o show, transformando-se na principal atração, da noite para o dia. Exibição em DVD com legendas em espanhol.

O Maior Espetáculo da Terra (The Greatest Show On Earth), de Cecil B. DeMille (Estados Unidos, 1952, 152 minutos)

O principal mérito de O Maior Espetáculo da Terra é a grandiosidade com que Cecil B. DeMille retrata o empreendimento circense, definido nas palavras do próprio realizador como "um incansável gigante em movimento". Charlton Heston faz Brad Braden, o big boss como serragem nas veias, que mantém a qualquer custo o circo Ringling Brothers and Barnum e Bailey em pé. Cornel Wilde é o grande Sebastian, um lendário trapezista que se rivaliza com Braden pela conquista de Holly (Betty Hutton). Ao lado do trio protagonista contracena uma dupla mais sombria: o palhaço Butons (James Stewart), ex-médico procurado pelo assassinato da mulher, e Klau (Lyle Bettger), um domador de elefantes sádico. Todos vivem momentos de apreensão e euforia, erguendo e reerguendo o espetáculo em cada cidade, porque chova ou faça sol, o show deve continuar. Exibição em DVD.

O Circo do Medo (Ring of Fear), de James Edward Grant (Estados Unidos, 1954, 93 minutos) 

O terror toma o centro do picadeiro neste filme de suspense da Batjac Production Company de John Wayne. Depois de escapar de um hospital psiquiátrico, um maníaco homicida, chamado Dublin O'Malley (Sean McClory) se integra num confortável e familiar ambiente de seu passado - o famoso circo de Clyde Beatty. Exibição em DVD.

Trapézio (Trapeze), de Carol Reed (Estados Unidos, 1956, 101 minutos)

Tino Orsini (Tony Curtis) é o filho de um trapezista que vai até Paris, para tentar aprender com um famoso trapezista, Mike Ribble (Burt Lancaster), que sofreu um acidente no passado, como executar o triplo mortal. Gradativamente Orsini ganha a confiança de Ribble, mas a amizade entre os dois é ameaçada quando Lola (Gina Lollobrigida), outra trapezista do circo, se livra dos seus parceiros, pois quer atuar junto de Orsini e Ribble. Entretanto Ribble só gosta de trabalhar em dupla e, além da dificuldade da tarefa, um triângulo amoroso surge, quando Lola desperta a atenção dos dois trapezistas. Exibição em DVD.

O Mundo do Circo (Circus World), de Henry Hathaway (Estados Unidos, 1964, 135 minutos)

Uma grandiosa e emocionante história da vida no circo, com John Wayne no espetacular papel de Matt Masters, um cowboy que agora é o proprietário do circo, e Rita Hayworth e Claudia Cardinale, mãe e filha que conhecem os prazeres e as tragédias do mundo do circo melhor do que ninguém. Este filme é uma fascinante história de tristeza e felicidade, camaradagem e bravura. Nunca o cinema apresentara tamanhas acrobacias numa produção tão completa. Cheia de ação e belos shows circenses, com diligências, cavalos, índios e tiroteios. Bela produção de Samuel Bronston. Exibição em DVD.

7 Faces do Dr. Lao (7 Faces of Dr. Lao), de George Pal (Estados Unidos, 1964, 99 minutos)

Dr. Lao (Tony Randall), chinês gentil e idoso de 7322 anos chega em Abalone, com seu circo. Ele rapidamente nota que a cidade é dominada por um rico rancheiro, Clint Stark (Arthur O'Connell), que alega que em seis meses não haverá mais água, pois o aqueduto está quase inutilizado.Stark quer comprar toda a cidade e só Ed Cunningham (John Ericson), o dono do jornal local, se opõe. Mas em poucos dias o Dr. Lao irá alterar a vida dos moradores de Abalone. Exibição em DVD.

Viva Maria! (Viva Maria!), de Louis Malle (França, 1965, 120 minutos)

O filme conta o encontro de Maria II, a filha de um terrorista irlandês que acabou de perder o pai, com Maria I, uma cantora de circo, no interior de um país imaginário da América Latina, em 1907. Maria II resolve fazer parte do circo com Maria I e quando as duas fazem um número de canto, elas acidentalmente inventam o striptease, o que torna o circo famoso. Durante suas aventuras, elas conhecem um líder revolucionário socialista e se tornam líderes de uma revolução contra o ditador local, a igreja e o capitalismo. Exibição em DVD.

Bronco Billy (Bronco Billy), de Clint Eastwood (Estados Unidos, 1980, 119 minutos)

Peça para Clint Eastwood fazer uma escolha pessoal entre os personagens de seus filmes e você poderá se surpreender pela escolha. “É um tema fora de moda”, Eastwood diz. “Mas se, como diretor, eu sempre quis dizer alguma coisa, você encontrará em Broco Billy.” Um dos mais divertidos e tocantes filmes que você viu, neste ou em qualquer outro ano, tem Clint Eastwood como o pistoleiro de pontaria certeira e líder de uma moderna caravana com show do oeste selvagem. A vida tem sido outra para Billy e sua nobre trupe. Mas sua sorte talvez mude – na pouca simpática figura de uma fútil dama da sociedade (Sandra Locke). Você já pode ter seu personagem de Eastwood favorito. Assista Bronco Billy e, quem sabe, você terá um outro. Exibição em DVD.

O Homem Elefante (The Elephant Man), de David Lynch (Estados Unidos, 1980, 124 minutos)

Uma assustadora aberração de circo, John Merrick (John Hurt - Hellboy, Dogville, Harry Potter e a Pedra Filosofal) é rotineiramente humilhado por seu mestre Bytes (Freddie Jones - Firefox, Duna, Erik e o Viking). Mas Frederick Treeves, um famoso cirurgião (Anthony Hopkins - Alexandre, A Máscara do Zorro, O Silêncio dos Inocentes), fica fascinado por aquele personagem grotesco e o leva para o hospital em que trabalha. Fora daquele ambiente hostil, o médico vai descobrir que, a despeito de sua aparência incomum, Merrick é um ser humano sensível, inteligente e gentil. Exibição em DVD.

Santa Sangre (Santa Sangre), de Alejandro Jodorowsky (México, 1989, 123 minutos)

Fenix é um jovem que vive internado em um hospício. Quando era novo, ele presenciou a mutilação de sua mãe, uma fanática religiosa pagã, pelo próprio pai, o dono de um circo muito peculiar. Traumatizado, Fenix embarca em uma obsessão pela própria mãe, e entra em um mundo de trevas e de mortes indiscriminadas. Exibição em DVD com legendas em espanhol.

Neblina e Sombras (Shadows and Fog), de Woody Allen (Estados Unidos, 1991, 85 minutos)

Em uma pequena comunidade europeia dos anos 20, durante uma única noite, uma série de eventos envolvendo a caça de um estrangulador põe em risco a vida de todos. Um atrapalhado homem é designado através de um plano, do qual não sabe nada a respeito, para encontrar o assassino, enquanto protege uma atriz circense que se encontra sozinha nas ruas. Homenagem de Woody Allen ao expressionismo alemão, brilhantemente fotografada em preto-e-branco por Carlo Di Palma. Exibição em DVD.

GRADE DE HORÁRIOS DA PRIMEIRA SEMANA

11 a 16 de março de 2014
11 de março (terça-feira)
15:00 – Os Irmãos Marx no Circo, Edward Buzzell
17:00 – O Homem Elefante, de David Lynch
19:00 – O Monstro do Circo, de Tod Browning
12 de março (quarta-feira)
15:00 – Trapézio, de Carol Reed
17:00 – Bronco Billy, de Clint Eastwood
19:00 – Santa Sangre, de Alejandro Jodorowsky
13 de março (quinta-feira)
15:00 – Neblina e Sombras, de Woody Allen
17:00 – Zouzou, de Marc Allégret
19:00 – O Maior Espetáculo da Terra, de Cecil B. DeMille
14 de março (sexta-feira)
15:00 – Os Irmãos Marx no Circo, Edward Buzzell
17:00 – Viva Maria!, de Louis Malle
20:00 – Raros: Pastoral: To Die in the Country (Shūji Terayama)
15 de março (sábado)
15:00 – Bronco Billy, de Clint Eastwood
17:00 – O Monstro do Circo, de Tod Browning
19:00 – O Homem Elefante, de David Lynch
16 de março (domingo)
15:00 – Trapézio, de Carol Reed
17:00 – Neblina e Sombras, de Woody Allen
19:00 – Santa Sangre, de Alejandro Jodorowsky

Nenhum comentário: