Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Cine Dica: Em Blu-Ray e DVD MACHETE KILLS



            ROBERT RODRIGUEZ SURTOU?? 



Sinopse: Continuação de Machete (2010). O filme traz uma nova aventura do ex-agente federal e justiceiro mexicano Machete Cortez (Danny Trejo). Ele é contratado pelo presidente norte-americano (Charlie Sheen) para ir ao México e encontrar traficantes perigosos, que pretendem iniciar uma guerra nuclear.


Se o primeiro Machete não foi uma obra prima, pelo menos ali havia uma homenagem aos filmes de ação bem podre e de violência explícita que se tinha em abundância na década de 70. E pensar que o trailer falso do personagem apresentado antes de Planeta Terror, fez com que o tão conhecido lançador de facas dos filmes de Rodriguez se tornasse finalmente um protagonista. Mas na continuação Machete Kills, assim como no filme anterior, Danny Trejo se junta a várias outras caras famosas, apenas para atuar numa grande brincadeira, que sofre de altos e baixos.  

Não muito diferente do primeiro filme, a sequência homenageia todos os clichês que nós encontramos nos filmes de ação, mas tudo beirando ao caricato, para não dizer ridículo e puramente sem noção. Portanto se você presenciar um personagem que foi todo picado pelas hélices de um helicóptero e surgir novamente inteiro não se surpreenda. Para se gostar de um filme como esse é preciso desligar o cérebro e curtir o sangue que jorra como água, mulheres seminuas, onde há tanto as boas como as malvadinhas completamente loucas.

Machete Kills começa com o nosso herói trabalhando como agente de imigração nos EUA. Após uma má sucedida operação na fronteira do México, ele é convocado pelo próprio presidente americano (Charlie Sheen, hilário!) para uma missão. Machete terá que invadir o seu país natal para dar cabo de um terrorista que está de posse de um míssil e sua intenção é lança-lo sobre Washington.

A primeira metade do filme diverte bastante, onde Rodriguez acerta ao apresentar sequências de ação bem cartunescas e divertidas. Mas desse ponto até o fim, o roteiro se perde de vez e tudo acontece de maneira absurda demais. Talvez o maior pecado tenha sido homenagear outros gêneros da cultura pop (como Star Wars) que acabam não combinando com aquele universo que já era absurdo demais de se engolir.     

O erro de Rodriguez era ter abandonado o lado simples da trama. Bastava apenas usar a desgastada idéia de vingança que já estava de bom tamanho para o universo de Machete. Pelo visto, o lado simples que tanto dava certo para o cineasta trabalhar foi meio que esquecido.

Outra coisa que funcionou muito bem nos filmes anteriores (principalmente Sin City) é o super elenco de inúmeras caras conhecidas. Mas aqui, alguns têm uma participação tão pequena e ridícula, que fico me perguntando como tiveram a capacidade de querer participar do filme. Há quem diga que Rodriguez é um cineasta super amigável com os atores e convencê-los a trabalhar para ele é fácil. Mas a que preço?

Dando a entender que estava sendo planejado como uma trilogia, Machete Kills foi um fracasso de bilheteria nos EUA e fazendo com que o filme viesse para cá somente em DVD. Se alguns ficaram desapontados, outros com certeza ficaram aliviados, principalmente com o gancho apresentado no final do filme que é completamente sem pé nem cabeça. Pelo visto, a trama de um terceiro filme ficará somente no trailer falso.    


Leia também: MACHETE 
 

Me sigam no facebook e witter.

2 comentários:

LEO disse...

Puxa, q pena q esse filme tenha decepcionado.... eu gostei do 1º e esperava algo melhor desse 2º

mas não gosto de exageros em excesso (q "forcem" demais a barra)!!!

vou ver esse assim mesmo.... mas já perdi as esperanças q saia algo de bom!!!

Abs!

Marcelo Castro Moraes disse...

Para curtir mesmo Leo, é só não levar a sério em nenhum momento o filme.