Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Cine Dica: Curso Zé do Caixão: 50 anos de terror





Apresentação

Impetuoso, violento, transgressor, tropicalista, revoltado, herege, paradoxal, extravagante, genial, único. As muitas faces de um dos mais importantes e influentes cineastas brasileiros de todos os tempos, imortalizado há meio século pela figura de Zé do Caixão é constantemente redescoberto pelas novas gerações.

Há cinquenta anos o paulista José Mojica Marins tem sido o representante máximo do cinema de horror brasileiro, desde o estrondoso sucesso do longa-metragem À Meia-Noite Levarei Sua Alma (1964), obra que até hoje surpreende por sua impetuosidade, violência e heresia, conquistando admiradores ao redor do mundo. O filme lançou o personagem Zé do Caixão, que imediatamente entrou para o imaginário popular nacional e deu origem a uma saga formada por outros dois filmes, além de ser adaptado para outras mídias: histórias em quadrinhos, fotonovelas, livros de bolso, programas de televisão, bonecos e até mesmo músicas, das marchinhas de carnaval ao rock pesado.



O curso Zé do Caixão: 50 Anos de Terror - O Gênio Macabro de José Mojica Marins, organizado e apresentado por Carlos Primati, pesquisador que documentou a obra do cineasta em DVDs e livros, tem como proposta debater os filmes de horror de Mojica, desde sua clássica trilogia, essencial para a compreensão do gênero no Brasil, até as obras mais obscuras e raras, e também suas incursões em outros gêneros, como o faroeste, o policial e o erótico. Um dos principais temas abordados é a origem do personagem Zé do Caixão (surgido num pesadelo de seu criador em 1963, portanto há exatos 50 anos): uma criatura complexa que combina características de vários outros seres do imaginário do horror, porém ao mesmo tempo completamente original e bem brasileira.

O curso

Apresentado em Porto Alegre pela primeira vez em seu formato completo, incluindo uma apostila inédita e exclusiva, o curso contará com vasto material em vídeo, com exibição de trechos de filmes, trailers, curtas-metragens e entrevistas, além de documentários como O Universo de Mojica Marins (1978);Maldito: O Estranho Mundo de José Mojica Marins (2001); O Demônio Veio do Céu (2010) e Uma Descida ao Inferno de Zé do Caixão (2011), que analisam a obra do cineasta e refletem sobre sua figura pública.



Conteúdo programático

  • O surgimento de Zé do Caixão e a elaboração de sua trilogia clássica (À Meia-Noite Levarei Sua AlmaEsta Noite Encarnarei no Teu Cadáver;Encarnação do Demônio), uma criação tão poderosa que causou impacto imediato em público e crítica, e que mesmo 50 anos depois ainda causa controvérsia.
  • Os filmes de horror do cineasta, incluindo o clássico O Estranho Mundo de Zé do Caixão e a delirante obra-prima Ritual dos Sádicos (O Despertar da Besta), além de incursões pelo faroeste (A Sina do Aventureiro; O Diabo de Vila Velha) e outros gêneros.
  • A figura de Mojica como importante homem do cinema brasileiro, um fenômeno popular e artístico que transcende a barreira do bom gosto, faz sucesso nas bilheterias e representa à perfeição o cinema popular brasileiro, inspirando muitas gerações de artistas, desde os marginais e experimentais até as novas gerações de transgressores.
  • O impacto dos filmes de Mojica no cinema de gênero mundial, quando conquistou a Europa, em meados da década de 70, e, mais recentemente, os Estados Unidos e Japão, tornando-se um fenômeno pop dos anos 90, rebatizado de “Coffin Joe” para o mercado estrangeiro.



Ministrante: Carlos Primati

Jornalista, crítico, historiador e pesquisador dedicado a tudo que se refere ao cinema de horror mundial. Publicou artigos em livros sobre a obra do cineasta José Mojica Marins e sobre o Horror no Cinema Brasileiro. Colaborou no livroMaldito, de André Barcinski e Ivan Finotti, e co-produziu a Coleção Zé do Caixãoem DVD, vencedor do 1º Prêmio DVD Brasil como melhor coleção do ano.
Publicou textos nas edições especiais "O Livro do Horror" (Herói), "O Super Livro dos Filmes de Ficção Científica" (Superinteressante) e "A História do Rock"(Bizz). Criou e editou a revista Cine Monstro, e trabalha na organização de uma monumental enciclopédia sobre filmes de horror.
Já ministrou os cursos “A Obra de Alfred Hitchcock”; “História do Cinema de Horror” e “Expressionismo Alemão – Uma Sinfonia de Luzes e Sombras” pela Cena UM.



Curso "Zé do Caixão: 50 Anos de Terror" de Carlos Primati

Datas: 29 e 30/Abril; 02 e 04/Maio (4 aulas)
Horário: Dias úteis – 19h30 às 22h  /  Sábado – 14h30 às 17h
Local: Museu da Comunicação (Rua dos Andradas, nº 959 – Porto Alegre / RS)
InvestimentoR$ 90,00 (valor de R$ 80,00 para as primeiras 10 vagas)
Material: Apostila e Certificado de participação
Informações: cenaum@cenaum.com/ Fone: (51) 9176-4757
RealizaçãoCena UM


Me Sigam no Facebook e Twitter: 

Um comentário:

LEO disse...

Excelente matéria...

já assisti boa parte de todos os filmes dele (peneirando no Canal Brasil sempre aparece algum: semana retrasada passou na madruga: "Perversão")!!!

mas meu favorito é mesmo o último: "Encarnação do Demônio" (q fechou com chave de ouro da trilogia clássica)!!

tbm assisto as entrevistas dele q passam toda semana... sempre tem algum convidado bizarro, rs!!