Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Cine Dica: Sem Destino no Cinebancários


Do dia 13, até o dia 24 desse mês, o Cinebancários de Porto Alegre exibe (entrada franca), uma mostra de grandes clássicos e filmes recentes, onde as tramas acontecem na estrada, ou mais precisamente, o gênero  road movies.


SEM DESTINO

Sinopse: Dois membros da contra- cultura hippie no final dos anos 60 saem de Los Angeles e atravessam o país até Nova Orleans. Na viagem, encaram o espírito da liberdade, mas também muito preconceito.

Filme de estrada, que encarou o preconceito da época. Apesar de todos os seus defeitos (e vícios), Dennis Hopper criou o que talvez seja sua maior obra prima de sua vida. Sem Destino representou uma geração, que exigia acima de tudo, liberdade de expressão e o direito de ir e vir sem dar satisfação para um mundo preso as regras daquele tempo. Dennis Hopper e Peter Fonda se tornaram a dupla da vez e suas imagens aonde aparecem pilotando suas motos envenenadas entraram para a historia. O filme também tem a grata surpresa de mostrar uma pequena, porém, surpreendente participação de um jovem Jack Nicholson e que acabou ganhando sua primeira indicação ao Oscar, mostrando que aquele jovem ator iria longe.
A trama em si, é uma visão critica da sociedade America, denunciando suas manifestações de tolerância e vulgaridade. O mais vigoroso filme inconformista dos anos 60, realizado com um roteiro improvisado e orçamento baixíssimo. Premio em Cannes de melhor diretor estreante.     

Curiosidades: Sean Penn era a escolha inicial para interpretar o personagem Henry Chinaski. Exibido na mostra Panorama do Cinema Mundial, no Festival do Rio 2005.
O orçamento de Factotum - Sem Destino foi de US$ 1 milhão.

Mais informações e horários das sessões da mostra, vocês conferem na pagina do site clicando aqui, 

Me Sigam no Facebook e Twitter:

Nenhum comentário: