Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Cine Dica: Em Cartaz: LINCOLN

SOMOS AJUSTADOS PARA O MUNDO QUE NASCEMOS?
Sinopse:Baseado no livro “Team of Rivals: The Genius of Abraham Lincoln”, de Doris Kearns Goodwin, o filme se passa durante a Guerra Civil norte-americana, que acabou com a vitória do Norte. Ao mesmo tempo em que se preocupava com o conflito, o o 16º presidente norte-americano, Abraham Lincoln (Daniel Day-Lewis), travava uma batalha ainda mais difícil em Washington. Ao lado de seus colegas de partido, ele tentava passar uma emenda à Constituição dos Estados Unidos que acabava com a escravidão.

Se existe um  grande motivo para se assistir um filme como esse, a resposta é uma só: Daniel Day Lewis. Novamente o ator se entrega ao trabalho de corpo e alma, que embora possamos  sentir certa limitação do ator ao interpretar um personagem tão histórico como esse, Lewis deixa a sua marca registrada, fazendo-se desaparecer por completo no papel e transformando no próprio Lincoln. Contudo, Lincoln é aquele típico filme que os coadjuvantes roubam a cena, que aqui, nada mais são que os políticos daquele período, onde cada um se tornou peça chave para aprovação da liberdade dos escravos.
Dessa turma, Tommy Lee Jones é que se sobressai, ao interpretar o Deputado Thaddeus Stevens, que além de roubar a cena toda vez que surge, fica soltando perolas com as suas palavras fortes, que embora alguns acreditem que não tenham sido reais, adaptado para o cinema se soou muito bem.  Como toda  boa adaptação de uma época, o filme possui uma reconstituição de primeira grandeza e a fotografia escura de Janusz Kaminski é disparada a favorita para o próximo Oscar.  Mas assim como o seu protagonista, Lincoln é um filme contido (talvez o mais contido da carreira de Spielberg), sem inventar muito, talvez porque sempre é um grande vespeiro ter que se adaptarem fatos históricos que muita gente conhece. Mas convenhamos: antes apreciar esse filme do que Lincoln: Caçador de Vampiros que sempre tenta nos tratar que nem idiotas.  

Me Sigam no Facebook e Twitter: 

2 comentários:

disse...

Lincoln ainda não estreou por aqui. Não vejo a hora de conferir este filme e depois escrever sobre ele!
Abraços!

Marcelo C,M disse...

Espero que aprecie bastante Lê