Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Cine Dica: Em DVD e Blu-Ray: Polissia



Sinopse: Diariamente, um grupo especializado da polícia francesa precisa lidar com duros crimes envolvendo crianças. A rotina envolve prisão de pedófilos, interrogação de pais abusivos e o cronfronto com menores infratores. Dentro deste universo, a vida privada de cada policial encontra pouco espaço, apesar de ser difícil manter o equilíbrio entre as duas partes. Essa dinâmica sofre sérias mudanças quando Melissa (Maïwenn), uma fotógrafa enviada pelo Ministério do Interior, passa a acompanhar as missões.

Por um primeiro momento, o filme me lembrou de outro ótimo filme francês, Entre Os Muros da Escola, em que mostrava o dia a dia de professores, com seus alunos e das dificuldades que surgiam durante as aulas. Em ambos os casos, é quase um semi documentário em que vemos terminadas situações, mas diferente de Entre Os Muros da Escola, em Polissia  o elenco se sobressai em interpretações memoráveis e imprevisíveis, fazendo a gente crer que aquelas pessoas encaram realmente o horror do dia a dia em  determinados casos de crianças que passam  há sofrer com relação abusos que sofrem no decorrer do tempo.     
Sem papas na língua, o filme expõe casos hediondos, tanto de pedofilia como de pais que deveriam nem pensar em ter filhos, no qual rende momentos fortíssimos e que faz desconcertar o espectador a todo o momento: o que dizer da forma hedionda  em que a mãe faz para os filhos se acalmarem? Ou  de um pai que não está nem ai para uma possível condenação, pois existem pessoas que podem encobrir tais atos com panos quentes?
Mas talvez o momento mais emocionante seja, quando uma mãe deseja dar a sua criança para o grupo de policia, pois não vê amanha nenhum enquanto estiverem juntos. É um momento fortíssimo, no qual com certeza foi levado ao improviso e rendendo (para o bem ou para o mal) uma cena inesquecível. Esperta como ninguém, a cineasta  Maïwenn Le Besco (que também atua no filme como fotografa do grupo), aproveita para explorar os efeitos do dia a dia dessas pessoas nas suas vidas pessoas, que por mais que tentem serem profissionais, não conseguem separar  suas vidas profissionais das pessoais, o que acaba rendendo situações complicadas, humanas e que nos faz a gente se identificar.
Com um final imprevisível e que nos faz pensar, Polissia é um retrato não só o que ronda numa determinada cidade francesa, mas de todas as cidades do mundo que se preze. Sempre haverá um grande mal que aflige os inocentes  e por mais sacrifício que aja, é preciso enfrentá-lo.  


Me  Sigam no Facebook e Twitter

Nenhum comentário: