Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Cine Dicas: Em Cartaz: Mostra IMAGENS DA VERDADE - MEMÓRIA E RESISTÊNCIA NA AMÉRICA LATINA


Mostra interessante, que começou nesta ultima terça-feira no CineBancários de Porto Alegre, sobre filmes que retratam os períodos de ditadura dos países latinos americanos. Abaixo, segue algumas dicas do que eu já consegui assistir da mostra.   

Pra Frente Brasil

Sinopse: Em 1970 o Brasil inteiro torce e vibra com a seleção de futebol no México, enquanto prisioneiros políticos são torturados nos porões da ditadura militar e inocentes são vítimas desta violência. Todos estes acontecimentos são vistos pela ótica de uma família quando um dos seus integrantes, um pacato trabalhador da classe média, é confundido com um ativista político e "desaparece".

Suspense político, que procura denunciar as torturas sofridas por presos políticos durante os anos de chumbo da ditadura militar.  Procura, ainda, mostrar a alienação e a hipocrisia presentes na sociedade brasileira naquele período. Historia ambientado durante a Copa de 70. Boas atuações e cuidadosa direção de Roberto Farias, que é também responsável pelo ótimo roteiro.  Premio de melhor direção no festival de Gramado.     

Casa dos Espíritos

Sinopse:A história do Chile da década de 20 aos anos 70 é contada através da saga da família Trueba, que começa com a união de um homem simples (Jeremy Irons), que fica rico, com uma jovem (Meryl Streep) de poderes paranormais. A saga se desenvolve até esta família ser atingida pela revolução, que no início da década de 70 derrubou o presidente Salvador Allende.

Baseado no livro homônimo da escritora chilena Isabel Allende (sobrinha do ex-presidente do Chile, Salvador Allende, assassinado pelo golpe de 73), o filme segue o estilo de épicos como Doutor Jivago e O Leopardo. Talvez a pretensão em mostrar tão vasto painel em pouco mais de duas horas de duração, tenha prejudicado o resultado final. Bille August, premiado diretor dinamarquês (Pelle: O Conquistador, Oscar de 1989 e Palma de Ouro em Cannes de 88), optou por uma direção linear e sem ousadias, cuidando mais da caracterização das personagens do que da fidelidade ao texto original (o romance apela bem mais para o realismo fantástico). Quando o filme foi lançado no cinema, a produção possuía no total, uma projeção de 138minutos, no qual se estendeu quando foi lançado em vhs e mais pra frente em DVD.

Crônica de uma Fuga

Sinopse: Buenos Aires, 1977. Agentes secretos trabalhando para a ditadura militar sequestram Claudio Tamburrini (Rodrigo de la Serna), goleiro de um time da segunda divisão, e o levam para uma casa abandonada, onde funciona uma prisão clandestina conhecida como Mansion Seré. Ali, Claudio enfrenta o inferno de interrogatórios e torturas, sem saber exatamente porque foi detido. Conversando com outros detentos ele descobre que foi delatado por um amigo, participante de um grupo da luta armada, que firmou um pacto para entregar pessoas não envolvidas e, assim, ganhar tempo para que os reais militantes pudessem escapar. Em uma noite de tempestade, Claudio e três outros prisioneiros tentam fugir. Um dos grandes filmes recentes sobre a ditadura militar na Argentina, dirigido pelo mesmo diretor dePizza, Birra y Faso.

O longa-metragem foi dirigido por Adrián Caetano e tem Rodrigo de La Serna, de O Diário de Motocicleta, em um dos papéis principais. As locações transcorreram todas na capital argentina e o resultado do trabalho foi considerado excelente - o filme participou da Mostra Oficial do Festival de Cannes e competiu com outros diversos trabalhos muito fortes.
O filme passa um testemunho e capacidade da argentina de evocar seus anos de opressão com grande competência e sem papas na língua. No caso, trata-se da adaptação de um livro do próprio Tamburrini, no qual ele narra a sua jornada de dor, de ter sido preso por engano como subversivo e ter passado muito tempo numa sinistra casa de torturas nos arredores de Buenos Aires.

Mais informações e horários das sessões, vocês conferem na pagina da sala clicando aqui. 



Me  Sigam no Facebook e Twitter

Um comentário:

Bússola do Terror disse...

Pois é. Tão se completando 30 anos do Pra Frente Brasil, né? Já vi vários blogs mencionando esse filme recentemente.
Grande tragédia brasileira. E o pior: 100% realista!