Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 66 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Cine Especial: OS DEZ MELHORES DE 2009

Enfim chegamos a mais um final de ano e já começam a pipocar a retrospectiva de isso e aquilo, dizendo os fatos que marcaram, os melhores e os piores.
Aqui não a nada de pior, e sim somente vou dizer quais foram para mim os dez melhores filmes do ano que esta indo embora. Um ano que mostrou-se mais lucrativo do que o ano anterior, 10 bilhões de dólares no total, isso graças a franquias como Harry Potter, Era do Gelo, Transmormers e dentre outros. No Brasil a coisa foi bem parecida, isso graças as comedias que dominaram o circuito que dentre os meus preferidos está DIVA.
Mas de inúmeros títulos lançados, quais para mim se tornaram indispensáveis??

Sacam só:

BASTARDOS INGLORIOS.


Cansado de sempre ver judeu sofrendo?? Então assista esse filme genial que Quentin Tarantino lançou onde os Judeus mandam inúmeros nazistas (junto com Hitler) dessa pra melhor, numa das maiores arapucas já inventadas nos últimos anos. Além da ótima historia ainda temos boas interpretações como de Bratt Pitt, algumas revelações e a magistral perfomasse de Christoph Waltz, como o nazista vira casaca, numa interpretação ousada, divertida e com serteza um dos melhores vilões do ano


ANTICRISTO


Lars von Trier disse durante o festival de cannes, no qual o filme foi exibido e criou a maior polemica, que o filme serviu para exorcizar os seus demônios numa época que estava sofrendo muita depressão, colocando tudo para fora. Bom seja por qual motivo o diretor fez esse filme e o resultado é no mínimo curioso. Um retrato sobre os significados que levam o homem (ou mulher??) a fazer certos atos terriveis, perguntas que são levantadas por exemplo, qual a origem do mau?? Aonde fica o inferno??
Falar mais seria estragar as inúmeras surpresas que esse filme guarda, o que posso dizer é que com certeza Lars von Trier criou uma das mais belas imagens do ano que é o prologo desse filme, dando um verdadeiro significado das imagens em preto e branco e câmera lenta, isso sem falar de outros momentos estranhos e simbólicos no qual o filme apresenta no decorrer da trama e claro, a otimas perfomasses de Willem Dafoe e Charlotte Gainsbourg

Entre os Muros da escola


O diretor Laurent Cantet cria aqui o que talvez seja o mais puro retrato de uma escola atual com os seus alunos. Numa espécie de semi documentário, nos acompanhamos o dia a dia do professor François Marin (François Bégaudeau) ensinando e encarando essa nova geração inteligente mas em alguns momentos inconseqüentes a ponto de explodir a qualquer instante. Curiosamente assistindo a esse filme me fez me lembrar dos meus tempos de escola e mesmo que a trama se passe em outro pais, da pra ver que os jovens de hoje não são muito diferente se comparado a minha geração. Obrigatório para qualquer classe que possa assistir.

Guerra ao Terror

O que dizer de um filme que foi direto para as locadoras??? Erro de calculo, talvez seja a melhor definição que eu possa responder sobre isso. Inexplicavelmente esse filme passou batido nos nossos cinemas e agora neste momento está colecionando premiações que antecedem ao Oscar graças a sua qualidade em abundancia. Kathryn Bigelow cria aqui o verdadeiro retrato da guerra do Iraque, através de três soldados cuja a missão é desarmar bombas que encontram pelo caminho em meio a pura tensão.


Inimigos Públicos


Inúmeros filmes que nos assistimos as vezes nos identificamos com os personagens da tela e Michael Mann retrata isso da melhor maneira possível quando John Dillinger (Johnny Depp) assiste em um cinema ao filme vencido pela Lei e se identifica com a trama num dos melhores momentos de todo o filme. Como sempre o diretor cria a verdadeira luta da lei contra o crime, algo que ele faz muito bem desde os tempos de Fogo contra Fogo

UP: Altas Aventuras


Não me lembro de rir e chocar logo em seguida, mas é isso que me aconteceu neste filme. Pixar acerta novamente ao nos apresentar a vida de Carl Fredricksen, da sua infância a vida de casado até a perda da sua amada esposa sem que ela tenha realizado seu maior sonho de viajar para uma terra distante na America do sul, em pouco mais de dez minutos de projeção e faz o espectador encher os olhos.
Além de comovente o filme é pura aventura, algo que não se esperava de um protagonista velho, mas com a Pixar tudo é possível, isso graças a uma ótima historia e personagens cativantes. Maiis uma obra prima. Mais um Oscar a vista???

CORALINE e o mundo secreto


Sempre amei as historias escritas pelo inglês Nell Gaiman, desde os tempos de Sandman, não importa qual o tipo de historia seja, ele sempre nos mostra um mundo de sonhos onde tudo é possível, isso graças a uma imaginação em abundancia. Fazer uma adaptação de uma de suas obras é um tanto que difícil, contudo, o diretor Henry Selick ( O Fantástico Mundo de Jack) capitou a mensagem e reproduziu para as telas uma de suas obras, isso graças é claro ao próprio escritor que criou o roteiro da adaptação. Coraline além de ser um ótimo filme de fantasia em Stop Motion me ficou marcado por ter sido o primeiro filme em 3D que assisti no cinema

Distrito 9


Orçamento baixo, diretor estreante, resultado?? O melhor filme de ficção do ano. Peter Jackson (produtor) deu a faca e o queijo para Neill Blomkamp fazer esse filme cuja a trama é de sua propia autoria., onde os ETs confinados em uma favela com pouquíssima condições de viver, nada mais é do que um retrato dos países de terceiro mundo que sofre com o descaso do governo. Uma continuação seria bem vinda.

AVATAR

O maior orçamento de todos os tempos (R$ 500 milhões) para contar uma historia aparentemente simples mas que funciona como uma beleza para retratar esse novo mundo fantástico que James Cameron criou após vários anos de desenvolvimento. Com isso o diretor da um passo a frente na tecnologia em fazer o espectador assistir o filme 3D e ter a sensação de não sentir as coisas sendo arremessadas para você mas sim fazer você entrar dentro do ambiente exótico e cheio de vida de Pandora. Oscar técnicos já são garantidos, quanto aos outros mais importantes........

Watchmen



Para muitos leitores era praticamente impossível adaptar essa obra, saída da cabeça do genial escritor inglês Alan Moore. Contudo Zack Snyder (300) bateu o pé e adaptou essa obra que ainda hoje é impactante e o resultado acabou por dividir o publico e a critica, talvez pelo fato do publico não estar muito ainda preparado em ver na telona uma trama onde os super heróis são mais humanos como qualquer um, onde falhas, fraquezas e violencia caminham lado a lado junto com esses personagens.. Com certeza o mais novo filme Cult do momento.

Faltou algum?? É claro que faltou, portanto mesmo não estando na lista não posso deixar de mencionar Star Trek, Atividade Paranormal, A Teta Assustada, A Deriva, A Festa da Menina Morta e dentre outros inumeros filmes de grande qualidade que apareceram por aqui.

E que venha o cinema de 2010  


quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Cine Especial: UM FELIZ NATAL

Para todos que me acompanharam meu blog neste segundo ano de vida, desejo a todos um feliz natal para todos, com muito amor e carinho e para essa noite e para amanhã filmes sobre o natal é o que não faltam, portanto assistam, A Felicidade não se Compra, Esqueceram de mim, Férias Frustadas de Natal, Os Fantasmas Contra Atacam, O Estranho Mundo de Jack.......e um certo amigo pentelho ai em baixo hehehehehe.


quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Cine Especial: Uma imagem vale por mil palavras

Sempre quando chega esse tempo de natal me faz me lembrar que quando era criança o tempo demorava a passar, parecia que levava um tempão para chegar o final de ano, mas sempre quando chegava os canais daquela época exibião especiais de natais muito legais.
Mas talvez o mais inesquecivel seja realmente o filme de stop motiun de uma pequena rena, diferente das outras, que possuia um mariz vermelho que brilharava e que acabou ajudando de monte o papai noel numa noite de tempestade de inverno, justamente quando ele mais precisava para entregar os presentes. 
O filme "Rena do Nariz Vermelho" nada mais é do que uma lição de superação e um grande clássico natalino inesquecivel. Pessoas que já estão chegando na casa dos 30 anos sabem muito bem que estou falando, portanto solto essa imagem abaixo para relembrar esses bons tempos que eram os nossos.     

 

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Cine Curiosidades: Avatar pode receber nove indicações ao Oscar


Segundo alguns sites, Avatar pode concorrer a nove Oscars ano que vem, mas isso só saberemos mesmo apartir de fevereiro.
Bom é mais do que obvio que a academia quer que Avatar se torne bem sucedido e que vá ser indicato aos Oscars principais, e para esse ano não a desculpa, serão agora destá vez dez indicados ao Oscar para melhor filme. Depois da marmelada que fizeram no incio desse ano em não indicar Batman: O Cavaleiro das Trevas entre os cinco, a academia quer porque quer atrair o publico em geral e portanto quer indicar um filme de grande potencial que atrai as massas. 
UP: Altas aventuras é que pode se sair bem nessas historia toda.    


Cine Curiosidades: Novo e melhor trailer de Alice no pais das maravilhas



Eu assisti a esse trailer no cinema antes da sessão da Avatar. Só com essas imagens sombrias e oniricas e Depp como o Chapeleiro Louco da vontade de desejar o  dia  da estreia chegar muito em breve.

Tim Burtom é o cara

Cine Curiosidades: Diretor Fábio Barreto passa por mais duas cirurgias


Segundo nota divulgada na manhã desta segunda-feira (21/12), pela assessoria de imprensa do hospital Copa d'Or, no Rio de Janeiro, o cineasta Fábio Barreto foi submetido à uma cirurgia, realizada pelo Dr. Paulo Niemeyer Filho, para a colocação de um pequeno cateter dentro do ventrículo cerebral, visando maior controle da pressão intracraniana e continuada redução do edema cerebral. Ainda nesta segunda, no período da tarde, o cineasta deve passar por outro procedimento, uma traqueotomia, para a colocação de um tubo ventilatório.

A nota também comunica que o quadro agora é estável, Barreto continua em coma induzido, respirando por meio de aparelhose não tem previsão de alta. Um dos médicos que acompanhou o socorro, Dr. Niemeyer Filho, comentou ao jornal O Globo a preocupação com uma possível piora na situação. "O quadro dele no domingo era pior do que sábado. Não estamos preocupados com sequelas. A preocupação é mantê-lo vivo". Niemeyer ressaltou a importância na prontidão do atendimento. "O estado é grave, mas ele não corre risco de morte iminente. A cirurgia que ele fez salvou sua vida. É preciso avaliar bem o estado dele porque tudo pode mudar nas próximas 24 horas". Barreto deve continuar em coma induzido pelo menos por mais uma semana.

Fatalidade

Fábio Barreto, diretor da cinebiografia Lula, O Filho do Brasil, sofreu um acidente de carro no sábado (19/12), por volta das 22h
A assessoria de imprensa da família divulgou que o acidente com Barreto aconteceu quando o mesmo retornava do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro. O cineasta pegaria um vôo para o Piauí, para encontrar a esposa, Deborah Kalume, e o filho João, porém não conseguiu embarcar.

Fonte: Cine Clik

domingo, 20 de dezembro de 2009

Cine Dicas: Em Cartaz: AVATAR

Com uma trama simples e previsível, James Cameron apresenta um novo mundo com um das mais impressionantes imagens jamais vistas no cinema

Sinopse
No futuro, Jaze é o ex-fuzileiro naval paraplégico enviado a um planeta chamado Pandora. Lá, além da riqueza em biodiversidade, existe também a raça humanóide Na'vi, com sua própria língua e cultura. O que evidentemente entra em choque com os humanos da Terra.


Talvez a intenção de James Cameron nunca fosse criar historias mirabolantes, imprevisíveis ou revolucionárias e sim somente criar uma boa história aliado a mais pura tecnologia. Titanic não tinha nada de novo na trama, historias de amor em meio ao caos o cinema tem de monte, mas naquela vez ele uniu uma historia batida, com uma historia real, aliado a mais pura tecnologia ao retratar um dos grandes desastres do século passado. Ai está talvez a carta de Coringa de James, usando o que a de melhor na indústria para fazer boas historias mesmo que simples.
Assistindo a trama de Avatar notasse que não a nada de novo na historia, sendo até uma espécie de Dança com Lobos espacial mas ele acreditava que somente poderia ser feito se fosse feito exatamente como ele tinha na sua mente. Precisou de várias anos de espera até ele assistir a trilogia do Senhor dos Anéis e ver que finalmente  poderia fazer o seu projeto tão sonhado. Com isso, aliado a empresa Weta, James Cameron apresenta um novo mundo ao espectador, auxiliado com a ferramenta do momento 3D, só que aqui a ferramenta não é usada para as coisas serem jogadas no espectador, e sim o espectador ser jogado dentro desse ambiente rico de detalhes impressionantes. As primeiras imagens das florestas de Pandora são algo indescritível, a sensação das folhas passando por nos chega a um ponto de sentirmos elas, algo que realmente já vale o ingresso e não se sente isso num cinema convencional. E o que dizer dos seres Na’vi?? Se a Weta impressionou o mundo na época com a criação de Gollun, vendo esses seres azuis de mais de três metros andando e falando é de um realismo absurdo e faz agente perceber rapidamente que chegamos ao ponto Maximo da tecnologia cinematográfica que o cinema pode proporcionar atualmente, não seria surpresa se o filme for o  grande favorito nos OSCAR técnicos.

Mas e a trama?? Simples e previsível. É um problema?? Não creio, somente para pessoas exigentes que buscam sempre uma trama bem original. Claro que se tivesse sido lançado a vários anos atrás como o diretor queria seria inovador, mas em tempos que já passamos por filmes como Matrix e jogos eletrônicos, a idéia de Avatares, em que os personagens tem uma segunda vida no corpo dos habitantes de outro planeta não é nenhuma novidade, mas esse ponto é perdoado graças a trama já conhecida que ficar em meio a um mundo diferente de tudo que já nos vimos.
Com relação ao elenco Sam Worthington é sem duvida o grande achado do ano. Revelado em O Exterminador do Futuro: A Salvação (onde rouba a cena) aqui ele é o nosso laço que nos leva a esse novo mundo. Suas reações surpresas perante ao desconhecido são ótimas e faz, mesmo quando é um Na’vi, nos identificarmos com ele e sem duvida é o típico herói perfeito da trama, em que é infiltrado num povo desconhecido para conhecer a sua cultura e fazer uma maneira dos fuzileiros conseguirem suas fontes de riquezas mas que no fim acaba se aliando a algo que se identificou mais no que no seu próprio mundo aonde nasceu, algo parecido no que já vimos em outros filmes (Dança com Lobos??O Ultimo Samurai??) e que aqui, mesmo sendo uma ficção futurística, funciona como uma jóia.
Sigourney Weaver que aqui interpreta a doutora Grace está completamente a vontade como a defensora dos alienígenas e surpreendentemente ela não desaparece quando vira um deles fazendo um ótimo trabalho a velha tenente Ripley. Michele Rodriguez pouco faz além do que ela sabe fazer melhor, mulher durona que não leva desaforo pra casa, mas é Zoe Saldana que melhor se sai na ala feminina do filme. Mesmo nunca vermos seu verdadeiro rosto, ela expressa todos os sentimentos que sente no decorrer da trama, alem de representar uma Na'vi forte e corajosa e que serve de guia não só para o protagonista mas para nos também, sendo uma verdadeira guia aonde ensina o dia a dia de um Na’vi e nos proporciona momentos emocionantes. Fechando o elenco principal temos Stephen Lang que aqui faz um vilão memorável onde representa a mais pura intolerância da trama.
Embora não esconda que o verdadeiro objetivo seja entreter, o filme carrega uma grande mensagem sobre proteção ao meio ambiente, algo que até soa clichê mas funciona na medida certa e justamente no momento em que o mundo está tentando se unir para preservar o planeta, portanto dou palmas para os estúdios de cinema em fazer  super produções mas que não esqueçe da sua importante mensagem, como todo bom filme deve passar não importa qual gênero seja.

Com pouco mais de duas horas e meia, Avatar não cansa em nenhum momento e nos faz é querer mais e mais ficar em meio a esse mundo rico de seres exóticos, plantas das mais variáveis e personagens carismáticos. Pode ser sim uma trama previsível mas diferente de outros inúmeros filmes com tramas previsíveis e vazias, Avatar é uma prova que uma velha historia pode sim novamente ser contada, desde que seja bem conduzida e aliada as melhores ferramentas da atualidade. Mudara o futuro do cinema em fazer filmes??? Se for pra melhor que seja.

Cine Especial: OS FILMES QUE REVOLUCIONARAM A ARTE DE SE FAZER CINEMA

Com a chegada de Avatar que promete revolucionar em termos de efeitos visuais e 3D decidi abrir um pouco a minha cabeça e me lembrar de quais foram os filmes que mais ajudaram a melhorar o mundo do entretenimento e da arte que é o cinema.

Talvez tenha ficado uns de fora mas os que eu citei não a como negar, cada um deixou a sua marca que é sentida até hoje, confiram a lista.

1º)TUBARÃO (1975)

sinopse:
Um terrível ataque a banhistas é o sinal de que a praia da pequena cidade de Amity virou refeitório de um gigantesco tubarão branco, que começa a se alimentar dos turistas. Embora o prefeito queira esconder os fatos da mídia, o xerife local (Roy Scheider) pede ajuda a um ictiologista (Richard Dreyfuss) e a um pescador veterano (Robert Shaw) para caçar o animal. Mas a missão vai ser mais complicada do que eles imaginavam. (RC)


David Brown e Richard D. Zanuck eram produtores poderosos na época e sabiam o que faziam, mas arriscaram tudo quando colocaram no colo o projeto Tubarão no jovem cineasta que a recém havia feito um filme para tv de sucesso (Encurralado) e que seria sua primeira superprodução em mãos. Resultado?? Steven Spielberg passou um verdadeiro inferno durante as filmagens pelo fato principalmente do Tubarão eletrônico nunca funcionar direito e fazer a produção ficar parada as vezes por semanas, David Brown e Richard bateram o pé e mantiveram o diretor até o final. Com empenho persistência Steven Spielberg criou um dos melhores filmes de todos os tempos em que tensão e o medo caminhavam lado a lado do espectador a cada momento que se ouvia a famosa trilha de Jhon Willhans (tan tan tan tan) e fez o filme se tornar o primeiro a quebrar a marca dos 100 milhões de dólares em bilheteria. Depois disso Steven Spielberg começou seu reinado no cinema. Vencedor de 3 Oscar


2º)Star Wars (1977)

sinopse:
:Luke Skywalker (Mark Hammil) sonha ir para a Academia como seus amigos, mas se vê envolvido em uma guerra intergalática quando seu tio compra dois robôs e com eles encontra uma mensagem da princesa Leia Organa (Carrie Fisher) para o jedi Obi-Wan Kenobi (Alec Guiness) sobre os planos da construção da Estrela da Morte, uma gigantesca estação espacial com capacidade para destruir um planeta. Luke então se junta aos cavaleiros jedi e a Hans Solo (Harrison Ford), um mercenário, e junto com membros da resistência tentam destruir esta terrível ameaça.


Teimosia, é melhor termo para se referir sobre o segredo do sucesso desse filme de George Lucas. O estúdio fox simplesmente achava o projeto uma maior furada, principalmente pelo filme sofrer inúmeros atrasos e o resto da produção simplesmente não entender o que passava na cabeça do diretor. Mas Lucas seguiu com a sua teimosia em frente, fundou seu estudio efeitos visuais Industrial Light & Magic e tocou o barco até o fim apesar de todos os atrasos. O resultado final: É um belo épico espacial que faz o espectador relembrar os antigos filmes de aventura nas matinês de sábado, auxiliados com incríveis efeitos visuais que mesmo hoje em dia ainda impressionam e consagrou o jovem elenco, dentre eles o futuro astro Harrison Ford. Com isso Lucas criou mais dois capítulos e formou o que hoje é conhecido como a clássica trilogia, além do fato que seu estúdio foi responsável por inumeros filmes em termos de efeitos visuais, algo que é sentido até hoje. Vencedor de 7 Oscar


3º)Uma Cilada para Roger Rabbit (1988)

Sinopse:
Detetive (Bob Hoskins) contratado para descobrir o que está acontecendo com Roger Rabbit, acusado de um crime no mundo real, se apaixona pela sensual Jessica, dando origem a um louco triângulo amoroso.


Robert Zemeckis (vindo do sucesso da trilogia De volta para o futuro) cria aqui talvez um dos filmes que mais soube misturar atores com desenhos animados na mesma cena. Nada é deixado para traz, desde sombra a contato físico, os humanos se interagem com os desenhos de uma maneira absurda de tão realista e ainda hoje não houve filme que superasse essa sensação. Vencedor de 4 Oscar.


4º)O Segredo do Abismo (1989)

sinopse:
Uma equipe de uma platorma civil de exploração de petróleo se vê repentinamente com a missão de tentar resgatar o USS Montana, um submarino nuclear que afundou misteriosamente com 156 tripulantes e, após o ocorrido, não houve mais contato. A plataforma é usada para a "Operação Salvo", a operação de resgate que visa resgatar a tripulação do Montana, pois apesar de saberem onde está o submarino um furacão se aproxima e, assim, a Marinha não terá tempo hábil de chegar ao local. Com isso, a equipe da plataforma se torna a melhor opção para realizar o salvamento, ficando acertado que o tenente Coffey (Michael Biehn) supervisionará as operações. Entretanto, Bud Brigman (Ed Harris), um mergulhador que chefia a plataforma, diz à operação que acaba de pressentir que sua equipe corre perigo, mas Brigman não poderia imaginar que iria se deparar com algo totalmente surpreendente.


James Cameron neste filme deu a primeira dica do que viria nos anos 90. O ser feito de água que faz contato com humanos foi a primeira mostra de um personagem 100% digital que contra cena com os atores, isso graças ao CGI feito pelos estúdios de Light & Magic


5º) O EXTERMINADOR DO FUTURO 2:
O JULGAMENTO FINAL (1991)

sinopse:
Uma criança destinada a ser líder (Edward Furlong) já nasceu, mas infeliz por viver com pais adotivos, pois foi privado da companhia da mãe (Linda Hamilton), que foi considerada louca quando falou de um exterminador vindo do futuro. Neste contexto, um andróide (Arnold Schwarzenegger) vem do futuro, mais exatamente um modelo T-800 igual ao filme original, para proteger o garoto, mas existe um problema: o mais avançado andróide existente no futuro, um modelo T-1000 (Robert Patrick), que feito de "metal líquido", não pode ter nenhum dano permanente e pode assumir a forma que desejar, também veio para o passado com a missão de matar o menino.


Além de ser superior ao primeiro, James Cameron lança o que muitos chamaram do “efeito visual que mudaria a década de 90”. O personagem T.1000 QUE MUDAVA DE FORMA GRAÇAS AO CGI virou uma sensação sem precedentes na época e gerou tanto sucesso que não faltou filmes, propagandas (novelas daqui) que imitassem o efeito incrível.


6º) PARQUE DOS DINOSSAUROS(1993)

sinopse:
Um parque construído por um milionário (Richard Attenborough) tem como habitantes dinossauros diversos, extintos a sessenta e cinco milhões de anos. Isto é possível por ter sido encontrado um inseto fossilizado, que tinha sugado sangue destes dinossauros, de onde pôde-se isolar o DNA, o código químico da vida, e, a partir deste ponto, recriá-los em laboratório. Mas, o que parecia ser um sonho se torna um pesadelo, quando a experiência sai do controle de seus criadores.


Steven Spielberg queria algo novo na produção que fizesse os dinossauros se interagissem com os humanos como se fossem realmente reais, só que quando pediu aos estúdios Light & Magic que até a pouco tempo havia sido responsável pelos efeitos de T 1000 no Exterminador 2 jamais havia imaginado aonde chegariam. Esqueça o stop motiun, aqui os dinossauros andam de uma forma de tão realista que muitos ficavam se perguntando se os dinossauros realmente voltaram a vida. Resultado? Maior bilheteria mundial na época e vencedor de 3 Oscar.

7º) TOY STORY (1995)

Sinopse:
O aniversário de Andy está chegando e os brinquedos estão nervosos. Afinal de contas, será que um deles será esquecido por alguma nova maravilha da tecnologia? Este o dilema central de Toy Story, que nos apresenta a história de como Woody, um caubói do faroeste, e Buzz Lightyear, um astronauta do espaço, se conhecem e disputam a preferência de Andy.


Pixar na época era conhecido por ser um dos estúdios que George Lucas havia fundado para fazer pequenos curtas metragens, acabou sendo comprado pela Disney que na época estava na era do ouro com Rei Leão e Alladin.
John Lasseter foi encarregado de produzir o primeiro longa metragem de animação de computação gráfica. O resultado é um filme revolucionário e ao mesmo tempo com uma ótima historia que fez escola. Depois disso o estúdio Pixar não parou mas nunca se esqueceu de criar acima de tudo uma ótima historia. Atualmente surgiram novos estúdios fazendo filmes de animação de computação, mas em tempos de “UP” Pixar prova que ainda é sinônimo de qualidade


8)Titanic (1997)

sinopse:
Jovem aventureiro (Leonardo DiCaprio) ganha passagem, em mesa de jogo, para a primeira viagem do transatlântico Titanic. No navio, apaixona-se por Rose Bukater (Kate Winslet), noiva de um homem rico e arrogante (Caledon Hockley), com quem vive um amor proibido. Mas a viagem ganha contornos trágicos quando o navio se choca com um iceberg.


Quando se retrata uma determinada época as vezes se exige uma super produção bem cuidada, mas ninguém imaginaria que James Cameron usasse isso ao pé da letra. Unindo efeitos visuais com realismo absoluto, Cameron recriou com precisão um dos mais trágicos acidentes marítimos da historia e em meio a isso uma historia de amor em meio ao caos.
Nem preciso dizer o que aconteceu né!!! Maior bilheteria da historia do cinema, vencedor de 11 Oscar


9º) MATRIX (1999)

sinopse:
Em um futuro próximo, Thomas Anderson (Keanu Reeves), um jovem programador de computador que mora em um cubículo escuro, é atormentado por estranhos pesadelos nos quais encontra-se conectado por cabos e contra sua vontade, em um imenso sistema de computadores do futuro. Em todas essas ocasiões, acorda gritando no exato momento em que os eletrodos estão para penetrar em seu cérebro. À medida que o sonho se repete, Anderson começa a ter dúvidas sobre a realidade. Por meio do encontro com os misteriosos Morpheus (Laurence Fishburne) e Trinity (Carrie-Anne Moss), Thomas descobre que é, assim como outras pessoas, vítima do Matrix, um sistema inteligente e artificial que manipula a mente das pessoas, criando a ilusão de um mundo real enquanto usa os cérebros e corpos dos indivíduos para produzir energia. Morpheus, entretanto, está convencido de que Thomas é Neo, o aguardado messias capaz de enfrentar o Matrix e conduzir as pessoas de volta à realidade e à liberdade.

Filme que lembra animações japonesas de ficção (Fantasma do Futuro), câmera lenta em abundancia que faria até o próprio Jon Hoo ficar morrendo de inveja, giro de 360º graus numa determinada cena, disparos que nos vemos as balas indo. Tudo isso no mesmo filme que virou sensação em 99 e que acabou sendo um dos filmes mais importantes no final do século 20. Gerou continuações, animações, livros etc...
Pena que os Andy Wachowski , Larry Wachowski não fizeram algo ainda que superasse sua maior obra prima

10) O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel (2001)

sinopse:
Numa terra fantástica e única, chamada Terra-Média, um hobbit (seres de estatura entre 80 cm e 1,20 m, com pés peludos e bochechas um pouco avermelhadas) recebe de presente de seu tio o Um Anel, um anel mágico e maligno que precisa ser destruído antes que caia nas mãos do mal. Para isso o hobbit Frodo (Elijah Woods) terá um caminho árduo pela frente, onde encontrará perigo, medo e personagens bizarros. Ao seu lado para o cumprimento desta jornada aos poucos ele poderá contar com outros hobbits, um elfo, um anão, dois humanos e um mago, totalizando 9 pessoas que formarão a Sociedade do Anel.


Nel Line cinema colocou 300 milhões no bolso do até então bom diretor Peter Jackson para levar aos cinemas o que muitos achavam impossível, levar o mundo da terra média as telas. Usando novas tecnologias (graças aos estúdios Weta) com antigos recursos, Peter conseguiu de uma maneira absurda um realismo sem precedentes ao retratar esse mundo novo. A sensação que se da é que estamos vendo a terra no inicio dos tempos, onde ainda era nova e intocada, em meio a isso a velha luta entre o bem e o mau no qual não se via desde a muito tempo numa galáxia distante. Vendo qualidade da Weta em termos de efeitos visuais, James Cameron a contratou para produzir o filme do momento, AVATAR.. Vencedor de 4 Oscars


sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Cine Dicas: Estreias no final de semana

Pois bem...chegamos ao dia 18 de dezembro, dia da estreia de Avatar, retorno de James Cameron, 12 anos após ter dirigido Titanic, filme que promete revolucionar o cinema 3D........

Será que sobra uma chance para outro filme???

Claro. Além do aguardadissimo filme de Cameron teremos outras estreias vindo por aqui caso a pessoa não se interesse em entrar dentro de um filme para conhecer um planeta alienigena hehehehehe

Confiram as dicas:

AVATAR

Sinopse
No futuro, Jaze é o ex-fuzileiro naval paraplégico enviado a um planeta chamado Pandora. Lá, além da riqueza em biodiversidade, existe também a raça humanóide Na'vi, com sua própria língua e cultura. O que evidentemente entra em choque com os humanos da Terra.



A VIDA ÍNTIMA DE PIPPA LEE

Sinopse:

Pode-se dizer que Pippa Lee (Robin Wright Penn) tem uma vida excelente. Aos 50 anos, mora em uma boa casa, é casada com um brilhante editor 30 anos mais velho e mãe orgulhosa. Até o dia em que seu marido decide que está na hora da aposentadoria e de sair de Nova York. Para embolar de vez, ele também arruma uma amante, bem mais jovem do que ela. Mas as coisas realmente fogem ao controle quando ela começa a ter reações tão diferentes das que tinha quando levava uma vida pacata. E agora, seu mundo, sua vida tranqüila, sua família, tudo o que ela ama está ameaçando ruir.




Partir

Sinopse:
Depois de muitos anos dedicada ao casamento e aos filhos, mulher resolve voltar a trabalhar como fisioterapeuta. Durante a reforma de seu consultório, ela se envolve com o responsável pelas obras, um homem rústico, ex-presidiário.





quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Cine Curiosidades: A segunda (e melhor fase) de James Cameron

Ontem falei um pouco de cada filme do inicio da carreira desse cineasta que é o assunto do momento.
Agora confiram a segunda fase desse diretor que fechou o século passado com a maior bilheteria da historia do cinema.

O EXTERMINADOR DO FUTURO 2:
O JULGAMENTO FINAL (1991)

Sinopse:
Uma criança destinada a ser líder (Edward Furlong) já nasceu, mas é infeliz por viver com pais adotivos, pois foi privado da companhia da mãe (Linda Hamilton), que foi considerada louca quando falou de um exterminador vindo do futuro. Neste contexto, um andróide (Arnold Schwarzenegger) vem do futuro, mais exatamente um modelo T-800 igual ao filme original, para proteger o garoto, mas existe um problema: o mais avançado andróide existente no futuro, um modelo T-1000 (Robert Patrick), que é feito de "metal líquido", não pode ter nenhum dano permanente e pode assumir a forma que desejar, também veio para o passado com a missão de matar o menino.


Mais bem sucedido nas bilheterias do que o primeiro filme, mostra Schwarzenegger tão a vontade no papel do cyborg (meio homem, meio maquina) quanto no original. Mas como agora é figura popular, faz o mocinho e não mata ninguem. Os efeitos especiais, desenvolvidos pela empresa de George Lucas, a Industrial Light e Magic, ganharam o Oscar, assim como maquiagem, som e efeitos sonoros.

curiosidades:
Para atuar em O Exterminador do Futuro 2, o ator Arnold Schwarzenegger recebeu um salário de US$ 15 milhões e um texto de mais de 700 palavras em diálogos de seu personagem no filme.
A escolha por Robert Patrick para ser o andróide T-1000 foi feita devido ao seu porte físico completamente diferente de Schwarzenegger. A intenção de James Cameron era mostrar um contraste entre os dois, não apenas de poderes, mas também de físico.

True Lies (1994)

sinopse:
Agente de governo (Arnold Schwarzenegger), especialista em combate ao terrorismo, está casado há quinze anos, sendo que durante todo este tempo faz sua mulher (Jamie Lee Curtis) acreditar que apenas vende material de informática. A esposa por sua vez acha sua vida insossa e, coincidentemente, se envolve com um pretenso espião (Bill Paxton), no intento de trazer alguma emoção ao seu dia-a-dia. Ao investigar o "caso" da mulher, o agente descobre que o tal "espião" na verdade é um simples vendedor de carros, que inventa histórias mirabolantes para tentar conquistar mulheres emocionalmente carentes, e que sua mulher não o está traindo. Mas resolve dar um "susto" nela e, sem querer, acaba envolvendo a mulher e a filha (Elisa Dushku) em um caso de terrorismo no qual está trabalhando.


A terceira parceiria de Cameron com Arnold , é uma aventura comica, ambiciosa e acelerada. Foi uma das produções mais caras na época, mirabulante e cheia de efeitos visuais. O ator austriaco se sai muito bem no humor mas é Curtis que rouba a cena a cada aparição de cena. A parte em que ela faz um show de dança é desde já antologico e engraçado e o final é grandioso.    

curiosidades

True Lies é a refilmagem do filme francês La Totale!, de Claude Zidi.
O governo americano forneceu para as filmagens de True Lies três aviões Marine Harriers e seus pilotos, pela quantia de US$ 100.736.
A cena em que a personagem de Jamie Lee Curtis é salva por Arnold Schwarnenegger, que a pega em pleno helicóptero, foi realizada pela própria Jamie Lee Curtis, que se recusou a usar uma dublê para a cena.


TITANIC (1997)

sinopse:
Jovem aventureiro (Leonardo DiCaprio) ganha passagem, em mesa de jogo, para a primeira viagem do transatlântico Titanic. No navio, apaixona-se por Rose Bukater (Kate Winslet), noiva de um homem rico e arrogante (Caledon Hockley), com quem vive um amor proibido. Mas a viagem ganha contornos trágicos quando o navio se choca com um iceberg.


Misturando fatos reais com alguns ficticios, o filme foi sensação no mundo no final do ano de 1997 para 1998. Onde fosse as pessoas somente falavam no filme, filas se dobraram nas salas de cinema chegando até a rua, por muitos meses em cartaz, a musica tema composta por Celine Dion não parava de tocar nas rádios,  vencedor de vários prêmios (11 Oscar) e maior bilheteria da historia do cinema. Parece exagero mas tudo isso rolou a mais de dez anos e fez de James Cameron um cineasta muito poderoso que poderia tocar qualquer projeto que quizesse depois desse filme mas optou em ficar de molho por vários anos até decidir tirar da gaveta seu projeto mais sonhado, Avatar.
Leonardo DiCaprio e Kate Winslet se tornaram mundialmente conhecidos e hoje possuem carreiras boas e estabilizadas . Um filme que mexeu com o mundo e fez o cinema voltar aos velhos tempos da era de ouro (pelo menos por algum tempo)    

Curiosidades:
O filme permaneceu na lista das 10 maiores bilheterias da semana, nos Estados Unidos, por quase seis meses.

Originalmente Titanic iria estrear no verão americano de 1997. Entretanto, atrasos na pós-produção fizeram com que sua estréia fosse adiada por seis meses, passando para dezembro do mesmo ano.
É, juntamente com Ben-Hur (1959) e O Senhor dos Anéis - O Retorno do Rei (2003), o filme mais premiado na história do Oscar. É também o filme que recebeu o maior número de indicações ao Oscar na história da premiação, juntamente com A Malvada (1950).

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Cine Curiosidades: A primeira fase da carreira de James Cameron

Na onda de Avatar decidi relembrar aqui um pouco desse cineasta que está dando o que falar com esse projeto que promete mudar o cinema, mas por onde ele começou??
Bom tirando Piranha 2: Assassinas Voadoras que falei anteriormente vamos por onde ele finalmente fez as pases com o sucesso, confiram:

O EXTERMINADOR DO FUTURO (1984)

Sinopse:
ndróide (Arnold Schwarzenegger) vem do futuro com o objetivo de matar a mãe (Linda Hamilton) de um futuro líder guerrilherio humano e assim evitar o seu nascimento. Mas um guerrilheiro do futuro (Michael Biehl) vem também com o objetivo de proteger a mãe e garantir o nascimento da criança.


Shwarzenegger, no papel do robô humanóide, tem seu melhor desempenho. Enredo engenhoso e boas interpretações, sob a direção cheia de truques executados por quem entende do gênero. Primeiro grande sucesso da carreira de James Cameron.

Curiosidades:
Originalmente, o papel do Exterminador seria de Lance Henriksen, cabendo a Arnold Schwarzenegger o papel do guerrilheiro que volta ao passado para proteger Sarah Connor. Entretanto, após ler o script, Schwarzenegger pediu que ficasse com o Exerminador e teve seu desejo atendido;
As falas de Schwarzenegger no filme somam 17 sentenças;


ALIENS: O RESGATE (1986)

sinopse:
Depois de um sono de cinqüenta e sete anos, a única sobrevivente (Sigourney Weaver) de uma tragédia espacial descobre que o local onde tudo ocorreu com sua nave foi colonizado e, apesar das pressões, ela decide retornar para salvar as setenta famílias lá existentes.


Continuação de Alien: O 8º Passageiro (79). Também estrelado por Weaver (num papel que é variante feminina do Rambo). Otimos efeitos visuais e sonoros (vencedores do Oscar) e com uma inesquecivel sequencia final    

Curiosidades:
Um dos sets utilizados em Aliens, O Resgate permaneceu intacto após o término das filmagens, tendo sido utilizado também no filme Batman (1989), onde aparece como um dos cenários da Axis Chemicals;

A filha de Ripley foi interpretada por Elizabeth Inglis, mãe de Sigourney Weaver. Entretanto esta cena não consta no filme, sendo retirada em sua edição final


O SEGREDO DO ABISMO (1989)  

sinopse:
Uma equipe de uma platorma civil de exploração de petróleo se vê repentinamente com a missão de tentar resgatar o USS Montana, um submarino nuclear que afundou misteriosamente com 156 tripulantes e, após o ocorrido, não houve mais contato. A plataforma é usada para a "Operação Salvo", a operação de resgate que visa resgatar a tripulação do Montana, pois apesar de saberem onde está o submarino um furacão se aproxima e, assim, a Marinha não terá tempo hábil de chegar ao local. Com isso, a equipe da plataforma se torna a melhor opção para realizar o salvamento, ficando acertado que o tenente Coffey (Michael Biehn) supervisionará as operações. Entretanto, Bud Brigman (Ed Harris), um mergulhador que chefia a plataforma, diz à operação que acaba de pressentir que sua equipe corre perigo, mas Brigman não poderia imaginar que iria se deparar com algo totalmente surpreendente.


Inpressionante pelos efeitos visuais que levaram um Oscar (a Fox criou uma parafernalia de equipamentos submarinos, o elenco suportou desde dores de ouvido até pele queimada por cloro, queda de cabelos e etc..).Se for para simplificar o filme, é uma verdadeira Odisseia no espaço mas em baixo dagua e com um final que na versão original do diretor da tudo haver que servia de alerta para cuidar do nosso planeta.      
curiosidades:
Ainda antes do início das filmagens de O Segredo do Abismo, o diretor James Cameron entrou em contato com o escritor Orson Scott Card sobre a possibilidade de produzir um livro sobre a história do filme que iria realizar. Ao saber da proposta através de seu agente Card inicialmente a descartou, dizendo que não fazia "novelizações" de filmes. O escritor mudou de idéia após saber que o pedido havia sido feito por Cameron, mas exigiu do diretor que tivesse liberdade para desenvolver a "novelização" da maneira como achasse melhor. Após um encontro com Cameron, Card escreveu três capítulos que apresentavam os personagens Bud e Lindsay Brigman em um período anterior ao que é mostrado no filme. Após receber tais capítulos, James Cameron os entregou aos atores Ed Harris e Mary Elizabeth Mastrantonio, no intuito de ajudá-los na composição de seus personagens.
A versão original de O Segredo do Abismo a ser exibida nos cinemas foi forçada a retirar do início do filme, ainda antes do surgimento dos créditos, a frase de Nietzsche que dizia "...when you look long into an abyss, the abyss also looks into you" (traduzindo, "quando você olha por muito tempo dentro do abismo, o abismo também olha dentro de você"). O motivo por tal retirada foi que esta mesma frase fora utilizada em Inocente ou Culpado (1988), sendo que Cameron queria evitar as acusações de imitação em seu filme. Entretanto, tal frase foi incluída na versão do diretor, lançada anos depois.

 Em 1992 foi lançada uma versão alternativa chamada O Segredo do Abismo - Versão do Diretor, que continha 28 minutos de material extra em relação à versão original do filme.

Amanhã tem falando da segunda (e melhor ainda) fase da carreira desse cineasta.

Cine Curiosidades: Piranhas 2: Assassinas voadoras é o esquelo dentro do armario de Cameron

Cameron começou a carreira dirigindo Exterminador do Futuro?? Que nada. Nosso amigo Cameron como todo bom diretor começou em baixo, e bota em baixo disso. Foi responsavel pelo filme sequencia Piranhas que aqui intitulado Piranha 2: Assassinas voadoras.

Sinopse:
 Clube Elysium pode parecer um paraíso. Mas a poucos metros da praia, surge uma nova onda de terror que não poupa ninguém de sua fome selvagem e insaciável. Enquanto investigava a morte misteriosa de um mergulhador, a instrutora de mergulho Anne Kimbrough (Tricia O’Neil) faz uma descoberta arrepiante: peixes parecidos com piranhas e dotados de asas são os responsáveis pela morte do mergulhador. À medida que o número de cadáveres aumenta, Anne desesperadamente tenta convencer o gerente do resort a cancelar a celebração anual do peixe frito na praia. Mas ele está determinado a proporcionar aos seus hóspedes um verdadeiro banquete. Seqüência do filme de Joe Dante, Piranha…

Tremendo filme B mas B mesmo, que de tão ruim acaba sendo engraçado. Naqueles anos da virada dos anos 70 com os 80, fazer qualquer filme sobre bichos assassinos era moda, principalmente depois do sucesso de Tubarão, dai tivemos perolas de marca maior como Aligueitor por exemplo.
Já esse é sequencia de um filme de suspense até bem bom, mas aqui eles exageram e fazem as piranhas voarem e terem barulho até de morcego!!!!
Anos mais tarde o propio diretor James Cameron disse que foi demitido da direção duas semanas depois de gravação e os produtores acabaram fazendo o resto mas sabendo da batata quente que estavam em mãos decidiram manter o nome do diretor nos créditos. Mais um tipico exemplo que a pessoa que quer chegar na vida tem que começar por baixo, e bem por baixo mas que no final das contas pode se sair triufante, os 11 Osars de Cameron pelo Titanic se tornaram um bom exemplo e fazem esquecer do passado.

Cine Dicas: Lançamentos em DVD

Não tem jeito, neste momento o mundo do cinema fala somente uma coisa, "AVATAR". Pois é, antes mesmo do filme estrear já está causando maior expectativa, só restá saber como será a estreia, qual será resultado e se vai ou não mudar a forma de se fazer cinema.
Enquanto não chega sexta, lanço aqui duas dicas de DVD que valem a pena ser conferidos, confiram:

E o Vento Levou

SETENTA ANOS DEPOIS, ÉPICO ROMANTICO SOBRE A GUERRA CIVIL AMERICANA IMPRESSIONA ATÉ HOJE PELA SUA GRANDIOSIDADE  AGORA EM EDIÇÃO DE DVD ESPECIAL    

sinopse:

Uma reunião social acontece numa grande plantação na Georgia, Tara, cujo dono é Gerald O'Hara (Thomas Mitchell), um imigrante irlandês. Na mansão está Scarlett (Vivien Leigh), sua bela e teimosa filha adolescente. Os gêmeos Tarleton, Brent (Fred Crane) e Stuart, imploram para serem seus acompanhantes num churrasco, que haverá em Twelve Oaks, uma plantação vizinha. Scarlett flerta com eles enquanto tenta obter informações sobre o homem que ama obsessivamente, Ashley (Leslie Howard), o primogênito do patriarca de Twelve Oaks, John Wilkes (Howard C. Hickman). Ela ouve algo que a desagrada muito: Ashley está comprometido, o que depois é confirmado por seu pai. Scarlett acha a vida em Tara monótona, mas seu pai diz que Tara é uma herança inestimável, pois só a terra é um bem que dura para sempre. Ela apenasó pensa em Ashley, assim usa seu mais belo vestido para ir ao churrasco, revelando um inapropriado comportamento para um compromisso diurno, apesar das objeções de Mammy (Hattie McDowell), sua protetora escrava. Em Twelve Oaks Scarlett é o centro das atenções, em razão dos vários pretendentes que pairam sobre ela, mas nenhum deles é Ashley. Mais tarde Scarlett ouve os cavalheiros discutindo acaloradamente sobre a guerra eminente que acontecerá entre o Norte e o Sul, crendo que derrotarão em meses os ianques. Só Rhett Buttler (Clarrk Gable), um aventureiro que tem o hábito de ser franco, não concorda com estas declarações movidas mais pelo orgulho do que pela lógica. Ele diz que não há nenhuma fábrica de canhões no sul e afirma que os ianques estão melhor equipados e têm fábricas, estaleiros, minas de carvão e podem matar os sulistas de fome, pois têm o domínio dos portos, enquanto os sulistas só têm algodão, escravos e arrogância. Um jovem, Charles Hamilton (Rand Brooks), sentindo-se insultado, tenta desafiar Rhett para um duelo, mas ele se esquiva, mesmo sabendo que o derrotaria facilmente, e se retira. Ashley tenta ir ao seu encontro para acompanhá-lo, pois Rhett é um convidado, mas é detido por Scarlett, que quer falar com ele. Os dois vão até a biblioteca e ela fala para Ashley que o ama profundamente. Isto só faz ele lhe dizer que está noivo da prima dela, Melanie Hamilton (Olivia de Havilland). Ashley diz que ama Melanie, entretanto admite que ama Scarlett fraternalmente. Ela fica ainda mais irritada e esbofeteia Ashley, que deixa a biblioteca. Ela então lança um vaso contra a lareira e descobre que atrás de um sofá havia uma outra pessoa, Rhett. Quando Scarlett lhe diz que não é um cavalheiro, Rhett retruca dizendo que ela não é uma dama. pesar deste confronto, é claro que Rhett ficou atraído pela beleza de Scarlett. Em Twelve Oaks chega um cavaleiro, para dizer que a guerra começou. Os homens exultam e Charles vai dizer a Scarlett que a guerra foi declarada, com todos os homens indo se alistar. Enquanto via Ashley se despedir de Melanie, Scarlett ouve Charles lhe pedir em casamento. Movida pela mágoa, ela aceita e diz que quer casar antes que ele parta. Assim Melanie e Ashley se casam em um dia e no seguinte Scarlett se casa com Charles, apesar de não sentir nenhuma atração ou amor por ele. O que Scarlett desconhecia é que o futuro lhe reservava dias muito mais amargos, pois durante a Guerra Civil Americana várias fortunas e famílias seriam destruídas.


Superprodução que somente foi lançado nos cinemas após inumeros problemas de produção, entre eles as trocas de diretores.George CuKor e Sam Wood começaram a rodar e foram despedidos pelo produtor David o Selznick, ele propio e o desenhista da produção Willian Cameron Menzies dirigiram algumas sequencias. Uma epopéia rômantica com personagens fortes, elenco escolhido a dedo e produção impecavel, o melhor exemplo de filme de produtor (Zelnick comandou o filme de ponta a ponta, até a montagem final). Oscar de melhor filme, direção, atriz (Vivien), atriz coadjuvante (Hatie), roteiro, fotografia, montagem, direção de arte, além de um especial para Menzies pela criação da cor para o filme. A atriz inglesa Vivien Lee reçem chegada a Hollyood ganhou o papel principal após disputar com inumeras atrizes de sucesso na época como Bette Davis, sendo está a mais cotada. Inesquecivel e extraordinária trilha sonora.



Curiosidades:
Foi o 1º filme a cores a ganhar o Oscar de Melhor Filme.
E o Vento Levou, Branca de Neve e os Sete Anões e O Exorcista são os únicos filmes de todos os tempos a serem reprisados com lucro ao longo dos anos.

Extras do DVD:
 Menu interativo; Seleção de cenas; Comentários do Historiador Rudy Behlmer; O Making Of de uma Lenda (narrado por Christopher Plummer); Curta-metragem Histórico: O Velho Sul; Melanie Relembra: Reflexões por Olivia de Havilland; Gable: Lembrando o Rei; Vivien Leigh: Scarlet e Muito Mais; Moviola: As Guerras de Scarlett O'Hara; E o Vento Levou: a Lenda Continua; 1939: o Maior Ano de Hollywood; Trailer de O Mágico de Oz (70º aniversário); E muito mais; Formato de Tela: Fullscreen; Áudio: Dolby Digital 5.1 (Inglês); Mono (Português e Espanhol; Legendas: Português, Espanhol e Inglês.


O Magico de OZ

70 anos depois, esse clássico do gênero fantastico e musical ainda encanta e agora em edição especial


Sinopse:
Em Kansas vive Dorothy Gale (Judy Garland), uma aluna de 11 anos que vive na fazenda dos seus tios Henry (Charley Grapewin) e Em (Clara Blandick). Após o cão de Dorothy, Totó, "atacar' a insuportável Srta. Gulch (Margaret Hamilton), que, irritada, vai até Henry e Em com uma ordem judicial que a autoriza pôr o Totó "para dormir". Apesar dos apelos de Dorothy, os tios dela se sentem obrigados em cumprir a lei, então Gulch pega Totó e o coloca em uma cesta na bicicleta dela. Porém o cachorro foge e corre de volta para a fazenda. Temendo que Gulch volte para pegar Totó, Dorothy foge. Na estrada conhece o professor Marvel (Frank Morgan), um adivinho falso que deixa Dorothy fascinada com seus "dons". Ele entende que Dorothy fugiu de casa, então sutilmente a persuade para voltar para casa. Porém, quando Dorothy e Totó voltam, surge um tornado enorme, que se move pelas planícies na direção da fazenda. Os colonos Zeke (Bert Lahr), Hickory (Jack Haley) e Hunk (Ray Bolger) correm com Em e Henry para um abrigo, fechando as portas antes de verem Dorothy, que não teve tempo de se proteger com eles. Dorothy corre para dentro da casa, quando uma tela de janela arrancada pelo vento voa através do quarto e bate na sua cabeça. Logo ela descobre que a casa da fazenda foi arrancada do chão pelo ciclone e está sendo levada para o centro do tornado. Olhando pela janela, vê voando com a força do vento os animais de fazenda, um homem remando um barco e até mesmo uma mulher idosa, que calmamente tricota na cadeira de balanço. Dorothy também vê Gulch pedalando sua bicicleta, mas de repente se transforma em uma bruxa horrorosa montando uma vassoura e usando um chapéu pontudo. A casa começa a descer, girando até o solo e aterrissando com um estrondo. Apreensiva, ela abre a porta da casa e seus olhos se deslumbram com um lugar maravilhoso. Dorothy tem certeza que não está mais no Kansas, principalmente quando, através de uma bolha colorida, surge Glinda (Billie Burke), a Bruxa do Norte, perguntando se Dorothy era uma bruxa boa ou má. O motivo da pergunta é que os munchkins, os pequenos habitantes daquele lugar, disseram a Glinda que uma bruxa derrubara uma casa sobre a Bruxa Má do Leste, matando-a e os libertando-os de suas maldades. A Bruxa do Leste foi esmagada e agora só se pode ver suas pernas, que usava mágicos sapatos de rubi. Porém uma nuvem de fumaça vermelha anuncia a chegada da Bruxa Má do Oeste, que é igual à Srta. Gulch, e ameaça Dorothy tentando arrebatar os sapatos de rubi, que permanecem nos pés da sua irmã morta. Entretanto a Bruxa do Oeste não tem nenhum real poder na terra dos munchkins e, antes que possa pôr as mãos nos sapatos mágicos, eles surgem nos pés de Dorothy, graças a uma magia de Glinda. A bruxa jura vingança diante de uma terrificada Dorothy, antes de desaparecer em outra nuvem de fumaça vermelha. Dorothy conta para Glinda que ela quer ir para sua casa no Kansas. Glinda não pode ajudá-la, só o grande e Todo-Poderoso Mágico de Oz (Frank Morgan). Glinda diz que ele tem este poder e Dorothy busca a ajuda dele na Cidade de Esmeraldas, onde ele reside. Glinda aponta para ela a Estrada de Tijolos Amarelos e lhe diz para seguir este caminho para chegar na Cidade de Esmeraldas. Antes de partir Glinde diz para ela nunca tirar os sapatos. No caminho conhece um espantalho (Ray Bolger) que quer ter um cérebro e, como visitará um mago, pode ser que ele arrume um cérebro para o espantalho, assim resolvem viajar juntos. Mais adiante encontram um homem de lata (Jack Haley), que anseia por um coração, então os três passam a viajar juntos. Logo depois se deparam com um leão covarde (Bert Lahr), que quer ter coragem, então o quarteto fica mais do que determinado em achar o mágico de Oz.


Glorioso musical da Metro, baseado em um romance de L. Frank Baum. Tudo é perfeitamente encantador: Historia, elenco, direção, cenário, coreográfias e canções primorosas. Judy, então com 16 anos ganhou um Oscar especial (uma miniatura, por ser criança) outras duas estatuetas foram para canção OverThe Rainhow (musica de Harold Arlen, letra do E. Y. Hurburg) e para a trilha sonora do Herbert Stothart.


Curiosidades:
A estrada de tijolos amarelos inicialmente seria verde. A mudança de cor aconteceu após uma das paralisações nas filmagens, quando ficou definido que a cor amarela seria a melhor a ser usada em um filme feito com Technicolor.
A Bruxa Má do Oeste de O Mágico de Oz tem dois olhos, enquanto que no livro tem apenas um

Extras do DVD:
 Menu interativo; Seleção de cenas; Comentários: O livro de histórias de O mágico maravilhoso de Oz / Mais lindo do que nunca: A restauração de Oz / Gostaria de me apresentar... : Frank Morgan como o Mágico de Oz / Professor Marvel / Ray Bolger como o Espantalho/Hunk / Bert Lahr como o Leão/Zeke / Jack Haley como o Homem de Lata/Hickory / Billie Burke como Glinda, a bruxa boa do norte / Margaret Hamilton como a bruxa malvada do oeste/srta. Gulch / Charley Grapewin como tio Henry / Clara Blandick como tia Em / Terry como Totó; Trilha de Música e Efeitos Sonoros; O Maravilhoso Mágico de Oz: o making of de um clássico do cinema; Lembranças de Oz; A Arte da imaginação; Pelas coisas maravilhosas que faz: o legado de Oz; Os vídeos caseiros de Harold Arlen; Cenas excluídas e cenas eliminadas: If l only had a brain / If l only had a heart / O retorno triunfante à cidade das Esmeraldas / Over the raimbow / The jitterbug / It's a twister! It's a twister! Os testes do furacão / Off to see the wizard [3:56].; Tirados do arquivo: Outro romance de celulóide: Energia Elétrica; Trecho de Cavalcade no Academy Awards; Concurso de vencedores no Texas; Galeria de Áudio: Jukebox: Over the raimbow; Gravação dos ensaios do Medley de Munchkinland; Gravação de sequência do Medley de Munchkinland; Testes de voz do Medley de Munchkinland / If I only had a brain / We're off to see the wizard / If I only had a heart / If I only had the nerve/we're off to see the wizzard / Emerald city / The merry old land of Oz / If I were king of the forest / The Jitterbug / Over the raimbow / Triumphal return to Emerald city; Trilha sonora de Kansas / Munchkinland trilha sonora / The road to Oz trilha sonora / Emerald city trilha sonora / The witch's castle trilha sonora / Final trilha sonora (Todos os extras da galeria de áudio têm apenas áudio, não especificado); Galeria de Fotos: Oz na Broadway; Pré-MGM; Esboços e storyboards; Testes de figurino e maquiagem; O Oz de Richard Thorpe; Buddy Ebsen; Nasce Oz; Bastidores; Retratos; Efeitos especiais; Pós-produção; Cenas eliminadas; Publicidade original; Estréia em Hollywood em 15/08/1939; Estréia em Nova York 17/08/1939; Cerimônia do Oscar de 29/02/1940/ Oz fora do país; Revivificações de Oz/Trailers de Cinema: 1939 o que é Oz?; Trailer teaser; 1940 Loews Cairo Theater trailer; 1949 reissue trailer de relançamento; 1949 Adultos reissue trailer de relançamento; 1970 Matinê infantil reissue trailer de relançamento; 1998 Warner Bros. reissue trailer de relançamento; L. Frank Baum: O homem por trás da cortina; O mágico de Oz (1910); O manto mágico de Oz (1914); Sua Majestade, o Espantalho de Oz (1914); O mágico de Oz (1925); O mágico de Oz (1933); Formato de Tela: Fullscreen; Áudio: Dolby Digital 5.1 (Inglês); Mono (Português e Espanhol; Legendas: Português, Espanhol e Inglês.